17/12
2015
[Look do Dia]: Vestido setentinha Renner
Categoria(s) #Look do Dia, Moda
Ana Farias

LOOK DO DIA VESTIDO RENNER

Comprei esse vestido estampado lindo na Renner pra ir num casamento no domingo passado. Seria num sítio e de dia, e eu tava apavorada de passar calor, mas me apaixonei pela estampa, pela manga que imita capa, pelo decote inexistente na parte da frente (acho chique!). Acabei sentindo um tico de calor sim, porque o tecido… bom, vocês sabem!…

Mas valeu a pena, pois não foi muito caro e vai ser amado e usado muito ainda. Sim, vocês realmente me verão usando muito ele, e não vai ser o “vou usar muito” de blogueira rainha dos jabás não, tá! rs Ô língua! Mas tô mentindo?

PicMonkey Collage

Só optei por usar um cinto pra marcar a cintura, porque acho que esse tipo de corte não me favorece. Apesar de amar vestido assim soltinho, acho que funciona melhor pra quem é magra e alta. Com certeza vou acabar usando assim qualquer dia desses, porque não tô nem aí pra regras, mas marcando a cintura me sinto mais à vontade.

look 3

look 4

Como queria focar a atenção no vestido, e a sapatilha tinha muita personalidade já (rock + brilho), fiquei bem light nos acessórios: brinco, pulseira, um anel, cinto e clutch nude sem muitos detalhes. Por causa da caveira de “cristais”, mantive quase tudo no prata ou no strass, mas rolou um douradinho na clutch que acho que não brigou com o conjunto.

look 2

look 5

O vestido, o cinto e a clutch são da Renner. Ele custou R$180 na loja, mas no site tá por R$150 (quem não adora quando isso acontece?). O cinto foi R$40, a clutch não lembro. O resto é tudo antigo, sapatilha Santa Lolla (foi a segunda vez que usei, e as duas caveiras caíram, uma delas durante o casamento, tá bom pra vocês?). A pulseira eu acho que é da Morana, mas bem antiga também.

look 1

look 6

Infelizmente não deu tempo de fotografar a maquiagem, e nenhuma foto mais próxima ficou com foco legal enquanto eu ainda tava arrumada – no calor eu derreto! Mas vou contar uma coisa pra vocês: a base da Mary Kay é al-go! O cabelo foi sugado pelo calor e pela umidade, o batom foi embora com a comilança, o suor escorreu pela testa, mas a base se manteve firma e forte. A sombra (Contém 1g + pigmento Vult) também. Assim que der faço um post sobre!



Comente
17/12
2015
Conexão Carioca: Meus tons de esmalte preferidos
Categoria(s) #ConexãoCariocaBlogs, Esmaltes
Ana Farias

O post do Conexão Carioca de hoje seria sobre esmaltes preferidos.  Teríamos que escolher três esmaltes que amássemos pra dividir a dica, só que pra mim isso trouxe um problema: eu não tenho esmaltes preferidos! Sempre uso cor e marca diferentes, é raro repetir tonalidade, e marca nem se fala… Quando faço em casa repito tom (um único, mais por incapacidade do que por gosto, já falo nisso); quando vou na manicure, vivo separando o esmalte pra levar e acabo esquecendo em casa, ou seja, uso o que ela tiver mais próximo do tom que tinha em mente.

Então fiz outra divisão com o tema. Vou dar algumas opções de tons que eu tenho usado mais. Aliás, até isso muda muito! Tem época que só uso colorido, tem época que só uso escurão quase preto. No momento tô nos clarinhos delicados talvez pela primeira vez na vida. Sempre achei todos eles tão sem graça! rs

Antes de começar, duas coisas:

1 – Uma dica: eu tô amando os esmaltes da Vult! As cores são lindas, ótima cobertura, a durabilidade é incrível, e o pincel aplicador resolve a vida. E uma não dica: Dior só tem nome! Começa a lascar no mesmo dia.

2 – Escolhi pro post os últimos esmaltes que recebi em presskits, não necessariamente os que gosto/uso mais. Mas são todos cremosos, que é meu acabamento preferido sempre.

esmaltes nude

Como passei a fazer as unhas em casa por economia, acabo usando bege clarinho por ser mais fácil de passar e de esconder imperfeições na aplicação. Esses são os últimos que chegaram por aqui: o Nude Chic da Panvel, o Corpo Dourado da coleção I Love Verão da Nati (único que não experimentei ainda, mas gosto dos esmaltes da marca), o Fotos que Adoro da Colecionistas da Risqué, e o Panqueca Doce da Vult (esse eu amei!).

ESMALTES MALVA

Gosto dos tons de rosa frios, que puxam pro malva ou pro rosa antigo. Dificilmente usava porque achava que sem cor cheguei a unha parecia que não tinha sido feita! rs Bobeira, hoje amo. Separei pra indicar o Puro Fetiche da coleção #PartiuPaixão da Nati (lindo, lindo, lindo!), o Espartilho da Vult (amor eterno), O Alice da Isis Valverde para Impala (o que mais repito, como dá pra ver), e o Sussa da coleção Brasileirices da Colorama (que foge um pouco da tonalidade, mas é um clarinho bem fofo).

ESMALTES VERDE ÁGUA

Por fim, verde-água, possivelmente minha cor favorita entre todas. Parei de usar um pouco porque alguma coisa no pigmento destrói minhas unhas, descamam todinhas (por causa de um da OPI tive que ficar meses sem esmaltar, tamanho o estrago!). Mas de vez em quando me ainda arrisco com eles… Dos quatro acima só usei o último, que é <3!!! Na ordem: Los Encantos da Catalunha da coleção Diário de Viagem, e Viagens em Postais da Colecionistas, ambos da Risqué, Beleza Natural da coleção Califórnia da Impala, e 365 Urban Turquoise da Maybelline Color Show.

727

Cláudia Speroto no Usei, Contei
Dafne Dias no Elfinha
Luciana Gimenes no Sacolando
Patrícia Meireles no Fuxico de Mulher
Tina Szabados no Make Coisa e Tal



Comente
17/11
2015
[Resenha]: Batons Líquidos Matte Vult
Categoria(s) #presskit, batom, Boca, resenha
Ana Farias

12243930_1194114327272411_827635911_n

Várias empresas lançaram coleções de batons líquidos ultimamente, e acho que os da Vult, pelo menos no que diz respeito aos vendidos em farmácias, são meus preferidos. Digo “acho” porque não tenho o costume de usar muito (não acho prático), e nem experimentei todos à venda. Mas em comparação com outros que tenho, são os melhores.

Recebi recentemente os lançamentos do portfólio da marca, oito cores em tons matte que prometem longa duração, e podem ser encontrados por R$24,50 cada (preço sugerido).

batons vult

Recebi cinco das oito novas cores, que são a N° 9 (rosinha claro com bastante branco), N° 11 (vermelho tijolo), N° 12 (jabuticaba), N° 14 (nude bege bem claro), e N° 15 (um rosa vibrante maravilhoso!). Na coleção temos ainda o N° 10 (apresentado como laranja intenso), o N° 13 (rosa chiclete), e o N° 16 (roxo fechado – só que a cor 12 já é tão fechada que fiquei curiosa do que poderia ser essa. Talvez o 12 seja um tom mais quente, e o 16 mais frio).

Algumas cores ficam diferentes no tubo e na boca, como o rosa 9. A textura é bem aveludada, e com isso senti que acontece uma coisa boa e uma ruim: a boa é que, depois de seco, o batom não craquela! Continua “macio” nos lábios, como um bom batom que seja a mistura perfeita entre acabamento opaco e aplicação hidratante. A ruim é que com isso ele não seca totalmente… Passando a mão por cima da boca ou comendo algo, parte da cor sai, e carimba parte da pele junto (ou seja, sempre bom dar uma olhada no espelho ao longo do dia/noitada).

IMG_5787

A cor 14 é um bege frio que talvez não fique bem em todo tipo de tonalidade de pele. A cor 9 parece um nude rosado na embalagem, mas fica com aquele fundo branco bem aparente; é cor pra ser experimentada antes pra não se levar gato por lebre!

A cor 15 é minha preferida do grupo! Linda demais! Um rosa com quê de laranja, bem intenso, fiquei apaixonada e nos últimos dias não tenho tirado da boca.

A cor 11 é um vermelho muito sofisticado, com fundo marrom quente, aquele tipo que fica lindo pra todo mundo. Finalmente, a cor 12 é aquele tom de roxo nada básico que demanda uma atitude gótica suave pra segurar o make… rs

IMG_5727a

Todos são muito confortáveis de usar, com a tal textura aveludada que falei lá em cima. Os mais escuros precisam de alguma atenção pra não manchar a pele ao redor dos lábios durante a aplicação. Saem muito fácil com demaquilante.

Uma coisa de tirar o chapéu pra Vult: a cobertura! A pigmentação é ótima, o que deixa as cores bem uniformes na boca. E eles possuem um cheirinho de baunilha bem agradável e suave.

Demoram um tempinho pra secar, e quando isso acontece ele “assenta” numa tonalidade diferente da do início da aplicação. Tenham isso em mente se forem experimentar pra comprar!

A Ana Carolina Santana comentou na fanpage que os batons líquidos encareceram em pelo menos cinco reais desde o lançamento. Não acompanhei os preços da linha, mas fica aquela velha dica de sempre pesquisar os preços online antes de optar por uma compra nas lojas físicas, pra se ter uma ideia de valores. Cinco reais pode ser pouco, mas se a gente quiser comprar cinco batons, por exemplo, já significa levar um deles “de graça”. 😉



Comente
29/10
2015
Esmaltes Vult
Categoria(s) Esmaltes, Unhas
Ana Farias

Esmalte é um assunto um pouco esgotado, né? É tanta marca, e tanta coleção sendo lançada o tempo todo, que a impressão que dá é que todas as cores existentes já foram lançadas com todos os acabamentos possíveis… Mas existe sim, ainda, espaço pra novidade. Sempre tem algo pra melhorar!

Um exemplo disso é a linha de esmaltes Vult. A marca entrou há pouco tempo no segmento, contando com um portfólio inicial de 55 cores e cinco itens de cuidados (bases ultrabrilho, cetim, fortalecedora, óleo secante e intensificador de cor).

Como vocês podem ver na foto abaixo, no que diz respeito às cores realmente não há muita diferença em relação a outras marcas (e nem acredito mais que isso seja possível, não tem cor que não possua seu esmalte em cada tonalidade imaginável!). Mas a gente procura outras coisas num esmalte, certo? Pois bem: quanto à performance nas unhas, a Vult promete um combo tem-que-ter quando o assunto é esse: uniformidade, brilho intenso e secagem rápida. Cumpre?

esmaltes vult

Vejamos: tenho ouvido coisas boas sobre eles, de pessoas nas quais confio (inclusive a Lola, que escreve aqui pro blog e entende um bocado de esmalte). A durabilidade é ótima, a cor fica regular, ele seca muito rápido, o brilho é ok e as cores são bem pigmentadas (alguns funcionam muito bem com uma camada só). É bem resitente! Não lasca com facilidade – segundo minha experiência e as das minhas espiãs (rs).

Mas esses vidrinhos (lindos, diga-se de passagem!) escondem mais diferencial maravilhoso: o pincel aplicador! Com tecnologia que evita que se deformem, possui volume de cerdas com 900 fios (que, segundo a Vult, é o dobro do que utiliza a maioria das marcas), é macio, achatado, e tem ponta arredondada. Permite uma aplicação homogênea, sem marcas. É apenas o melhor pincel entre as marcas nacionais que conheço!

Recebi três coleções com as paletas de inverno (sim, tô fazendo post bem atrasada!) e de primavera 2015, além do kit lançado para o Outubro Rosa – mostro todas as cores abaixo. Cada frasco contém 8ml, e o preço sugerido é R$ 4, 50.

1 esmaltes vult coleção outubro rosa

A coleção Pense Rosa foi lançada no mês de outubro, quando acontece em todo o mundo campanhas de conscientização para alertar a sociedade quanto à importância dos cuidados de prevenção contra o câncer de mama (como sabemos, mas não custa repetir: autoexame e mamografia possibilitam o diagnóstico precoce da doença).

São três tons de rosa, todos cremosos: Dete é um rosinha bebê delicado, puxando pro frio, Ana é um discreto rosa chiclete, e Maria é um pink bem aceso. Os dois últimos cobrem bem com uma camada só, embora eu sempre prefira duas pra cor ficar mais homogênea. O preço deles é diferente dos outros: R$5,70.

No release tem uma nota sobre parceria da Vult com uma ONG, mas não tem detalhes sobre repasse de parte da venda dos esmaltes (ou algum outro tipo de contribuição) pra alguma instituição. Essa info eu vou ficar devendo.

A coleção de Inverno 2015 trouxe seis cores, sendo três esmaltes cremosos, dois metálicos e um perolado:

2 esmaltes vult coleção inverno

1. Mística: dourado metálico claro com ótima cobertura;

2. Panqueca doce: nude cremoso de tom levemente rosado;

3. Cereja flor: vermelho fechado cremoso com brilho incrível;

4. Asfáltica: grafite metálico com discretíssimas micropartículas coloridas de brilho;

5. Partiu balada: azul noite perolado lindo;

6. Cisne Negro: preto cremoso com super brilho e ótima cobertura já na primeira camada.

Por fim, a coleção Primavera 2015 tem cinco cores cremosas e uma perolada:

3 esmaltes vult coleção primavera

1. Puro Nude: bege claro perolado, super chique;

2. Espartilho: rosê cremoso claro, com fundo frio;

3. Madrugada: azul jeans lavado cremoso, pastel mais lindo;

4. Nada Básica: lavanda cremoso pastel, delicado demais;

5. Desfile: coral rosado vibrante sem ser “cheguei”;

6. Frutas Vermelhas: vermelho aberto cremoso e vibrante, perfeito!

vult unhas postiças

 

Aproveitando que o assunto é unha e Vult, vou aproveitar pra mostrar outra coisa que a marca lançou: uma linha de unhas postiças. São seis modelos inicialmente, divididos em duas linhas: Naturais e Francesinhas. A primeira tem tonalidade branca leitosa (aquela que não interfere na cor do esmalte escolhido), e dois modelos quadrados (unhas médias e unhas longas). A segunda linha tem duas cores (rosa e salmão), e duas opções de espessura de francesinha (curta e média). Cada embalagem vem com 28 unidades e sai por R$ 12, 50.

A cola promete grande aderência, durabilidade, uniformidade na colagem, secagem instantânea, e dosagem precisa por causa do bico dosador. Custa R$ 10,50.

Não pretendo testar porque não gosto de unha postiça, não gosto de colocar, não gosto de tirar, e não gosto da sensação entre um e outro. Mas deixo como dica pra quem curte saber que tem opção na praça. 😉



Comente
22/07
2015
Batons vermelhos Vult
Categoria(s) batom, Boca, MakeUp
Ana Farias

IMG_2958

Sempre fico muito impressionada quando vejo mulheres dizendo que não usam batom vermelho. É bem ruim quando o motivo é “por achar vulgar”, por tudo que isso carrega. Mas muitas vezes a desculpa é bem banal: não acham que ficam bem com a cor.

Bom, com tantas tonalidades de vermelho nesse mundo, será que não existe pelo menos uma que combine com a pele e a personalidade da pessoa? Duvido! É só deixar de lado o preconceito com a imagem no espelho, e experimentar o que puder nos provadores da vida até encontrar o seu. Pra quem ainda não se acostumou pode parecer trabalho de Hércules, mas testar maquiagem é tão gostoso, não é mesmo?

E lembrem-se de uma coisa muito importante: maquiagem a gente tira com demaquilante! Ou seja, não é algo permanente. Dá pra se divertir muito com ela, errando que seja, até encontramos o nosso estilo.

IMG_2941

Esse presskit veio no Dia dos Namorados, e acabei não fazendo post na época, mesmo tendo fotografado assim que chegou. São vários tons de vermelho da Vult: sete batons de diferentes acabamentos, dois batons líquidos matte, e mais o lançamento na época, a lapiseira labial.

Como se trata de uma cor que depende muito de gosto pessoal, claro que prefiro uns a outros. Vamos ver se pensamos parecido? 😉

batons líquidos lapiseira vult

Os Batons Líquidos Matte tem cores bem lindas, mas ainda não testei tipo o dia todo pra ver como funcionam. Essas duas cores são bem bacanas, e a diferença dos vermelhos é que a cor 07 tem um pouco mais de branco do que a cor 06, o que a deixa mais in your face, sabem como? É um pouco mais chegay, mesmo sendo mais clara. Mas sério, depois que secam na boca eu não consigo ver diferença! São facílimas de aplicar, espalham super bem, e secam rápido. Vou deixar pra falar de durabilidade num post com todas as cores da linha, após testar direitinho.

A Lapiseira Labial Carmin é maravilhoosaaa! Bem sequinha, mas macia o suficiente pra colorir a boca inteira, fazendo contorno e preenchimento. O tom é chique demais, tipo um Ruby Woo mais rosado. Essa eu super indico pra quem quer se iniciar pelos rubros, hein. É um tom discreto, sofisticado e democrático.

batons vult

Os Batons Vult tem duas texturas: cintilante e cremosa. Mas a maior parte deles tem um acabamento mais pra seco-luminoso do que cremosão-brilhante, o que os torna bem usáveis pra quem, como eu, tem preferência pelos opacos.

Cor 01: vermelho cereja clássico
Cor 24: um tom mais fechado, tipo beterraba
Cor 53: alaranjado clarinho
Cor 54: tomate, cremoso demais! Borra fácil
Cor 55: vinho metalizado, acho que fica melhor em peles negras
Cor 65: rosado/coralzinho, bem discreto
Cor 71: carmim lindo, aberto e vibrante

IMG_2951

As embalagens estão muito bonitas, e a tampa com produto é a coisa mais perfeita do mundo: dá pra guardar com a bala pra cima, e é fácil visualizar as cores. Não deixa de ser plástico de farmácia, ou seja, nada sofisticado. Mas estão muito caprichadas!

Os batons custam entre dez e quinze reais, os líquidos custam R$18 e 25, e a lapiseira em torno de R$14.



Comente


Página 1 de 71234567