20/08
2012
Be-A-Blog: o fim da tag de divulgação de sorteios
Categoria(s) S.A.C., Sorteio
Ana Farias

Vivo iniciando e pausando tags o tempo todo, mas decidi realmente dar um fim ao post semanal de listagem de promoções, e como ele afeta diretamente outras pessoas (entre blogueiras e leitoras), acho que merece uma explicação de minha parte, né?

Quem acompanha o TT há mais tempo sabe que o post de divulgação é algo que esteve aqui quase desde sempre. Quando começou o burburinho dos sorteios em blogs de beleza, cá pintou a ideia de fazer a tag, que durante muito tempo foi trabalho da ex-colaboradora e super querida Mi Silva (do blog Feminices).

Pra mim sempre funcionou antes de tudo como uma forma de relacionamento com outras blogueiras, já que é muito difícil manter contato com tanta gente que acabamos conhecendo nesse universo de internet. Infelizmente não dá pra aprofundar amizade com todo mundo, não há como. Mas era pelo menos uma troca de carinho eventual em poucas linhas.

Só que com o passar do tempo o perfil dos blogs foi mudando, e pra otimizar meu tempo nem dava mais pra responder email por email. Era ler, copiar as infos pro post, e apagar a mensagem. Além disso, o que antes era uma maneira de buscar o tal relacionamento virtual virou algo muito mecânico também. Perdeu-se o romantismo da coisa. rs

Por mais que considerasse uma tradição no TT – que sempre prezou por acolher gente nova, ajudar a divulgar (taí o maior blogroll da história! rs brincadeira), e que foi criado como canal mesmo de troca de informação e de comunicação, independente de crescimento de espaço publicitário ou de mailing pra contatos quiçá profissionais – tive que bater o martelo, tomando a difícil decisão de parar com a tag.

Pessoalmente, entrou a questão do tempo. Muitas vezes não conseguia fazer o post conforme os pedidos de divulgação chegavam, e tinha que fazer de uma vez só. Fora quando não dava pra fazer durante a semana, e daí tinha que usar meu tempo pra família e amigos (e pra mim!) nos findes. Imaginem acordar cedo domingo pra fazer post. Acabei deixando de publicar algumas vezes, e me sentia mal, porque se tratava de um compromisso que eu tinha assumido com outras pessoas.

Blogueiramente, estou cansada desse tipo de dinâmica. Vocês podem notar que tenho feito pouquíssimos sorteios com empresas – os desapegos eu não conto. A não ser que seja uma coisa muito bacana pra vocês, algo que sairia caro, difícil de encontrar, etc. E não curto sorteios que colocam regras como seguir aqui, retuitar ali, etc, quando faço é a contragosto. E a maioria dos sorteios que estava divulgando pediam isso e muito mais.

Pentelhamente, entra uma questão que mistura pessoal e blog: sorteio já foi uma coisa inocente, tipo presente da empresa da gente pra vocês. Mas isso foi há muito tempo atrás. Hoje é antes de tudo uma maneira de conseguir divulgação gratuitamente (ou quase), ferramenta da qual muita gente anda abusando. De uns tempos pra cá, decidi que sorteio era propaganda, e propaganda tem preço. Então coloquei um valor nesses posts (os sorteios pelos quais fui paga estão marcados como publieditorial). Muita gente ainda quer fazer permuta, mandando um produto igual, mas vocês sabem do meu desespero pra repassar tudo o que recebo porque não dou conta de usar. Imaginem fazer um sorteio por semana a troco de permuta, teria que me mudar pra uma casa maior! rs

Como alguns que propõem os sorteios ainda os vêem como um favor, claro que quem decide que é justo pagar por publicidade é uma porção pequena. Então me reservo o direito de me recusar a fazer de graça – a não ser, como disse, que seja algo que eu decida que vai ser bom pra vocês, ou algo que eu precise por ainda não ter (um motorista seria uma boa, fica a dica).

Daí que entra o “pentelhamente”: muitas vezes recebo email de empresas propondo sorteios, digo que existe um custo (que é pequeno, gente, não é pra enriquecer ninguém!), a empresa não retorna, e daí alguém que aceitou fazer o sorteio a troco de permuta (ou de nada) me pede pra divulgar na tag. Vocês entendem meu desconforto? Não faço o sorteio pra vocês, mas ajudo a divulgá-lo em outros blogs. Ou seja, minha decisão de não fazer propaganda de graça fica sem peso algum.

E pra não deixar dúvidas, preciso dizer que propaganda de graça a gente faz todo santo dia. Mas existe uma diferença entre eu decidir falar de alguma coisa, e a empresa me pedir pra falar do produto dela. Vocês não acham? Se eu quero indicar alguma coisa, é escolha minha. Se a empresa quer “contratar” publicidade a custo zero, aí já aperta meu calo.

E acho que todo mundo deveria pensar com carinho nisso. Não é cobrar cada ponto no i que se publica, mas entender que não existe favor algum quando uma empresa ou agência entra em contato com um blog oferecendo um kit pra sorteio ou concurso. A empresa não está presenteando porque é boazinha nem a agência trabalhando de graça. Por que a gente deveria?

Uma coisa é ter carinho com quem te apóia desde o início, quando emails com pedidos de informações não eram sequer respondidos pela maioria das empresas que você procurava. Outra é aceitar qualquer sorteio achando que estão te fazendo um favor, e que isso vai te trazer leitores. Sorteio não fideliza visitante, e número alto de seguidores pode não significar absolutamente nada na hora de fechar um trabalho.

Sou a maior defensora de que cada um tem o direito de fazer o que preferir em seu próprio blog, detesto a patrulha dos fazedores de regras. Estou falando da minha escolha: minha opinião sobre o assunto mudou, assim como a relação entre blogs e empresas, uma coisa foi levando à outra, e é por isso que vou extinguir a tag. 8*)



65 comentários
09/07
2012
Encontro Kiehl’s
Categoria(s) Encontro com Leitoras, Evento
Ana Farias

Sábado teve o primeiro encontro do blog em muito tempo, mas infelizmente tive uma emergência familiar e não pude comparecer. Mas fui super bem representada pelas amigas Ana Carla e Julia Morales, que receberam as convidadas, fotografaram, enfim, tenho certeza de que foram melhores anfitriãs do que eu em toda a minha timidez jamais poderia ser. 8*]

Peguei algumas fotos delas pra marcar o evento com a Kiehl’s, que é uma marca que já conheço há alguns anos e um pessoal com o qual sempre tive ótimas experiências – seja com os produtos em si, tudo da maior qualidade, seja com o atendimento, que é perfeito sempre. Entrando na loja em evento ou como consumidora, sempre fui atendida com sorriso e atenção, por isso falo bem meeeeesmoooo! rs

Esse post é diferente do que costumo fazer, mas é que queria deixar um beijo público pra todos que compareceram e que possibilitaram o evento, em especial pra Eugenia, Mariana, Cintia, Erika, Thiago, Aninha, Julia. Muito obrigada mesmo!

A Juliana Dias, do Blitz da Moda, fez um post com mais detalhes. Quem quiser saber das news é só clicar AQUI.

Atualização: a Jú Linhares fez um AQUI também, e a Lu Gimenes AQUI.

ps: aproveitando o post, ontem não saiu a lista de divulgação, mas tô colocando a vida em dia e já publico, ok? Mesma coisa com os comentários que ainda não foram moderados. 😉



29 comentários
03/06
2012
Como fazer meu blog?
Categoria(s) S.A.C.
Ana Farias

De vez em quando recebo email de pessoas pedindo dicas pra blogar, e sempre fico indecisa a respeito do que dizer. É que blog é algo pessoal, gente, cada um tem seu jeito de fazer, de entender o que seja e/ou o que deva ser e/ou não ser… É complicado estabelecer direcionamentos quando existe tanta possibilidade e tanto caminho pra escolher.

Por isso não gosto de posts do tipo “blog tem que ser assim ou é uma porcaria”, porque minha opinião vai ser igual a de um determinado grupo de pessoas, mas com certeza vai ser diferente do gosto da maioria. E acho que parte do processo de amadurecimento é compreender isso, e respeitar quando outra pessoa discorda da sua forma de ver as coisas.

Meu posicionamento em relação a blogs – e amigos, empregos, namoros, lugares, etc etc etc – é sempre a seguinte: ame-o ou deixe-o.

Curto blogueiros de personalidade e estilo super diferentes, assim como gosto de pessoas, e músicas, e programas, e tudo mais de maneira eclética. Se eu por algum acaso não sinto ou deixo de sentir empatia com determinado blog ou blogueiro, paro de acessar, simples assim. Às vezes acho que não sou uma pessoa muito curiosa, porque quando perco o interesse, acabou mesmo, vou usar meu tempo visitando outras pessoas.

Então essa questão do clicar no X, tudo bem que ninguém quer perder público, porque isso significa diminuição de interesse em você e no que você tem pra dizer, mas a verdade é que isso é inevitável – seja você quem for. Igual relacionamento, a gente passa por um período de paixão, e daí nunca se sabe se aquilo vai durar um mês, dez anos, cinquenta; se vai virar amizade, se vai acabar em ressentimento… é a vida né.

Pra quem já me fez perguntas sobre esse assunto e ficou sem resposta, peço desculpas, gente, é um assunto muito abrangente e que até já foi super discutido em vários blogs (acho que já fiz até post, mas não lembro). Minha caixa de entrada tá cheia de email precisando ser respondido, mas quando vejo o dia já acabou e ficou pra depois.

Essa semana vou programar posts falando dessa coisa metabloguística, dividi mais ou menos o conteúdo nos seguintes temas:

A rede social (assuntos gerais)

Faça amor, não faça jabá (comercialização do espaço)

Be-A-Blog (dicas pra iniciantes)

Is my back hurting your knife? (sobre a política do backstabbing em mídias sociais)

Hahahaha essa última foi brincadeira. Ou não, sei lá, de repente escrevo um mimimi sobre o assunto mesmo! 😉

Se alguém quiser fazer alguma pergunta eu tento incluir, só mandar email pra anatrendytwins@gmail.com com o assunto “posts sobre blogs”, ok? Se não se perdem de novo, aí já viu…



6 comentários
29/03
2012
Trendy Box 20
Categoria(s) #TrendyBox, Off-Topic, S.A.C.
Ana Farias

********** ENCERRADO **********

Então chegamos ao número 20 da caixa de desapego!

Dessa vez tem um produto que comprei e usei uma vez e estou vendendo, pra dar tem quatro que foram experimentados, um usado, e 19 novos (alguns em kits). Vocês poderão escolher dez produtos, a caixa dessa vez vai ter o custo de 25 reais porque tenho uma aqui pra reciclar e não precisarei pagar por outra no correio.

Sobre questionamentos que surgiram há algumas semanas atrás, é uma pena que nem todo mundo compreenda a proposta da Trendy Box, que é passar pra frente produtos que recebo de empresas e não quero manter (seja pelo motivo que for) pra quem lê o blog e confia em mim. Sim, porque é preciso confiança pra acreditar que eu vou enviar exatamente o que estou descrevendo.

Desde o início coloquei que não teria condições de arcar com despesas de correio nesse caso (que não é só envio, é caixa e passagem também). O sorteio só é feito porque mais de uma pessoa costuma se interessar – e não seria muito mais fácil pra mim simplesmente entrar em contato com as pessoas que comentam há mais tempo, logo com quem tenho algum tipo de relação, ainda que superficial, e oferecer os produtos? Mas não é o que faço, abro a oportunidade inclusive pra quem não lê o blog.

Quem não se interessa pela ideia, ou não gostou e não participa, ok. Mas enquanto houver interesse pelo desapego, farei os posts, e sem causar nenhum tipo de custo extra pra mim. Se for pra ser assim, distribuo pra quem estiver perto apenas, e estiver disposta a vir em minha casa buscar. Quem tem uma vida adulta normal, contas pra pagar, responsabilidades, deve entender essa questão da cobrança. Se faço um sorteio comum, o ônus é meu. Mas nesse caso não é um sorteio comum.

É só fazer as contas de quanto eu gasto pra enviar (4 passagens de R$2,75 + caixa R$4,80 + envio entre 14 e 20 reais) e de quanto a interessada gastaria pra comprar os produtos novos que vão em cada caixa. Daí, decidir se vale a pena cobrir esses gastos. Quem tiver alguma dúvida sobre como surgiu o desapego, só ler o post com opinião de leitoras AQUI.

Finalizando, temos que colocar na cabeça que quem tem alguma coisa contra a gente, interesse em nos prejudicar, meios pra fazer isso e tempo sobrando, sempre vai achar um jeito de distorcer/inventar a história que for pra tentar nos deixar mal. Não costumo acreditar em tudo que ouço, e procuro me policiar pra não julgar quem não conheço sem ter uma amostra concreta de comportamento. Até por medo de carma mesmo, porque acredito profundamente que tudo que a gente faz de bom ou de ruim tem volta.

Agora pras interessadas: a Trendy Box 20!

Escolham no máximo dez produtos, e escrevam no comentário o que querem, ok?

O hidratante Feito Brasil, o óleo e o hidratante Paixão foram usados uma vez. O reparador de pontas da Wella Professionals foi usado algumas vezes (pouco menos de 1/4 da embalagem), a sombra Tattoo foi comprada semana passada e vou vender por 15 reais (quem quiser fora da TB por favor diga isso nos comentários, quem chegar primeiro tem preferência). O gloss do Duda usei pra fazer um swatch na mão (o aplicador não foi encostado em minha boca). Todo o restante é produto novo que não foi mexido. O modelador de seios tem em três tamanhos (42, 44, 46), quem quiser pode escolher um dos três.

Tirando a sombra, todos os produtos foram enviados pelas empresas pra mim ou pra sorteio (coisa que decidi não fazer mais nesse tipo de caso, então coloco na TB). Quem não conhece o funcionamento do desapego Trendy Box, por favor não deixe de ler este post AQUI antes de deixar comentário. :)

1. Sombra Color Tattoo Maybelline na cor Fancy & Tangy, usada uma vez. Vendo por 15 reais (swatch AQUI).

2. Gloss Duda Molinos na cor Purple Haze (usado em swatch AQUI).

3. Batom Modern Duda Molinos (nunca usado, comprei um antes de ganhar esse).

4. Hidratante Essência Musical Tropicália para peles expostas ao verão (usado uma vez, é maravilhoso! Repassando só porque tenho hidratante demais em casa).

5. Modelador de seios Eva com três pares (escolher entre tamanhos 42, 44 e 46).

6. Ecobag com cheirinho de chá da Anna Pegova (nunca usada)

7. Tenshi Eliana Poá Café com Leite (lindinho, novo, vem com 24).

8. Band-Aid infantil Princesas e Carros (caixas fechadas).

9. Óleo Paixão Romântica (usado uma vez, resenha AQUI).

10. Hidratante Paixão Romântica (usado uma vez, resenha AQUI).

11. Creme facial diurno FPS15 Olay Complete (caixa fechada).

12. Coleção Impala Rebelde (nunca usada).

13. Roll on RoC Lifting Eye Complete Lift (caixa fechada).

14. Serum bloqueador solar RoC Minesol Antioxidant FPS30 (caixa fechada).

15. Reparador de pontas Perfect Ends da linha System Professionals da Wella (serum levinho).

16. Kit com nécessaire + 4 esmaltes de tratamento Risqué Technology (sem uso – quando recebi já tinha comprado pra mim).

Escolham até dez produtos e deixem os números correspondentes nos comentários. Quem quiser a sombra, não se esqueça que ela custa 15 reais, ou seja, a caixa sai por R$40. Quem quiser a sombra à parte, deixe um comentário do tipo “quero a sombra mesmo sem ser sorteada”.

Resultado no sábado!

Essa saiu pra…

Já entro em contato!

 



191 comentários
04/11
2011
Enquete: de coração pra coração
Categoria(s) Moda, S.A.C.
Ana Farias

Hoje recebi a newsletter da Arezzo – que assino só pra me matar de raiva, porque as coleções da marca estão vindo cada vez mais lindas, e né, meu bolso infelizmente não é de herdeira e fica difícil acompanhar.

Só nunca consigo entender por que em nome dedeols eles não contratam modelos pras campanhas – atriz vem com toda uma personalidade agregada, e tipo Carol Dickman não me vende nem bala de coco.

Mas olhando as fotos com a Sophie Charlotte, foi outra coisa que me passou pela cabeça.

Gente, olha a altura dessa plataforma:

Sou a defensora número 1 de plataforma, não existe dúvida de que é muito mais confortável do que a sola lisa. Ainda mais quando tem salto envolvido.

Mas aí eu olho pra um modelo desse e penso: até que ponto isso vale? Porque chega uma hora que o conforto – e a segurança! – se despede, né?

Aí o povo especializado bate na tecla que uma sandália dessa na verdade não é tão alta assim, porque tem a plataforma, então continua sendo confortável e blablabla.

Confortável? Meo, olha a distância dos dedos dessa menina pro chão. Olha a estreiteza do todo. Vai me dizer que não basta uma brisa mais forte pra esse tornozelo virar?

E como faz se o modelo é de balada e a pessoa gosta de tomar umas?

Não entendo muito bem essa necessidade de pessoas que fazem moda de estabelecer certos padrões difíceis. Você tem que vestir 34-6, mesmo que isso signifique uma vida de dieta, você tem que usar saltos que desafiem as leis da física, você tem que ou fica pra trás.

Pra mim, dieta é uma coisa que você faz pra chegar num peso que é o ideal pro seu corpo. Se você precisa estar sempre de dieta tá fazendo errado igual a mim, que não faço nenhuma. Da mesma forma, roupa devia ser uma coisa que trouxesse conforto. O salto pode ser alto, é bonito, mas é pra gente ficar elegante ou o padrão de elegância agora é a Lady Gaga? (se for, mais coisa errada aí!)

Aí a pergunta que eu faço pra vocês, meninas. Respondam independente da beleza da coisa. Respondam como o Alberto Brizola faria, de coração pra coração.

É possível se sentir confortável numa plataforma dessa altura?

Quem usa, fala olhando nos meus olhos: vocês se sentem seguras? De verdade?

Dá pra ficar tranquila pelo menos cinco horas em cima delas?



122 comentários


Página 1 de 1312345»