13/02
2015
[Livro do dia]: Garota Exemplar, de Gillian Flynn
Categoria(s) Colaboração, Livros e Revistas
Ana Farias

garota exemplar

Garota Exemplar é um livro que talvez eu nunca lesse. Seja pelo título horroroso, seja pela capa que não me chamou a atenção (sou dessas!). Mas ele acabou vindo parar em minhas mãos porque minha filha adora um romance; vi o livro na Saraiva, e nem pensei duas vezes, comprei pra dar a ela de presente. Acabou que eu o li, ela não! rs

Não vou dizer que não esperava nada porque não é verdade: esperava que fosse horrível! Mas como ADORO estar errada quando o assunto é livro! Garota Exemplar é uma história excelente, fascinante, que prende a gente mais e mais conforme a leitura avança.

Mas vamos ao enredo: Amy é filha de escritores que ganharam muito dinheiro produzindo uma série de livros infantis intitulada “Amy Exemplar”. Casada com Nick, é vista aos olhos de todos como a mulher ideal: carismática, ótima companheira, dona de casa perfeita, super devotada ao marido. No dia em que completam cinco anos de casamento, Amy desaparece, deixando Nick completamente sem ação. Cria-se uma comoção em torno de seu desaparecimento, e, como ele age de maneira apática e um pouco alheia, torna-se o principal suspeito do suposto crime. E é severamente criticado pela mídia e pelo povo em geral.

garota exemplar

O livro é escrito entre capítulos com os pontos de vista de Nick (sonhador e desiludido com a vida que acabou escolhendo pra si), e de capítulos com partes do diário de Amy. Nick descreve toda a ação pós sumiço da esposa, e sua própria investigação do fato. Amy relata como eles se conheceram, como viviam, e sobre a vida nem sempre ser o que parece… A cada capítulo descobrimos facetas das personalidades de ambos, que nos fazem mudar de opinião sobre os dois e sobre o que realmente aconteceu.

São tantas reviravoltas, que só lendo! É um thriller de suspense bem ardiloso, um dos livros mais tensos que li nos últimos dois meses. Vale a pena, garanto que quem pegar pra ler não vai se arrepender, nem se entediar!

Beijo e até a próxima sexta!

assinatura ana



2 comentários
23/11
2013
[Resenha]: Os incríveis pincéis M-UP!
Categoria(s) MakeUp, Pincéis, resenha
Ana Farias

Faz um tempo, estive na Sephora e pedi pra uma vendedora aplicar uma base em meu rosto que tava doida pra testar. Ela usou um pincel que ainda não tinha visto, de cerdas que pareciam naturais (mas não são), super macias, e base plana. Fiquei apaixonada, e só não comprei na hora porque tava meio caro pro meu final de mês, se é que vocês me entendem.

Aí, no mês passado, a Beta da Necessarium Store me enviou um kit com dez pincéis gigantescos, e lá no meio deles estava meu bonito. Me apaixonei perdidamente por eles, de uma marca chamada M-UP! Os pincéis são dupe de marcas famosas (Sephora, MAC, Sigma), todos de cerdas sintéticas – mas que parecem ser feitos de crina de unicórnio, de tão macios! E são maiores e mais densos do que a maioria dos pincéis comuns.

pincéis M-UP!

Não vou chegar ao ponto de dizer que sejam necessários pra vida (porque né?), mas eles ajudam muito no acabamento da maquiagem. E são bem específicos: permitem maior precisão na aplicação dos produtos, especialmente em áreas mais chatinhas, como canto do nariz, ao redor dos olhos, e por aí vai.

Sou totalmente MacGyver e democrática, aplico maquiagem na base do que tenho à mão - e mesmo que seja só meu dedo eu dou um jeito. Mas com pincéis densos do tipo desses é muito mais fácil conseguir um bom acabamento, porque eles aderem melhor os produtos à pele, esfumam melhor, enfim, deixam o resultado mais natural (ou, pelo menos, mais natural com mais facilidade). O pincel que eu tinha experimentado na Sephora corresponde ao K10 da M-UP!, e é o pincel mais incrível que conheço pra aplicar base.

Abaixo, cada pincel desvendado (todos os dez são pra aplicação de produtos pro rosto, em creme, pó ou líquidos: corretivo, primer, base, blush, pó, bronzer, iluminador, e por aí vai):

pincéis M-UP!  olhos

1. Precision Flat Top Kabuki K15 (R$31,90): cerdas curtas achatadas, pra aplicação de corretivo em pequenas imperfeições, como espinhas, vermelhidões, manchas.

2. Precision Round Kabuki K25 (R$31,90): cerdas curtas arredondadas, pra aplicação de corretivo e primer na região dos olhos, ou sombra cremosa nas pálpebras.

3. Precision Flat Angled Kabuki K35 (R$31,90): cerdas curtas inclinadas, pra fazer contorno, e também para aplicação de corretivo em qualquer lugar do rosto.

4. Precision Angled Kabuki K45 (R$31,90): cerdas curtas inclinadas e arredondadas, bom pra fazer contorno de nariz e maçãs do rosto.

5. Precision Tapered Kabuki K55 (R$31,90): cerdas curtas e afiladas, ótimo pra aplicar corretivo com precisão nas áreas mais problemáticas (nariz, boca, olhos).

pincéis M-UP! rosto 1

6. Flat Top Kabuki K10 (R$36,90): denso e achatado, é ótimo pra aplicar produtos líquidos, como bases. Proporciona um acabamento natural e aveludado.

7. Round Top Kabuki K20 (R$36,90): denso e com extremidades arredondadas, é perfeito pra aplicação de bases e pós, especialmente produtos minerais.

8. Flat Angled Kabuki K30 (R$36,90): pincel multiuso (blush, bronzer, base, corretivo) com cerdas inclinadas, bom especialmente pra contorno, iluminação, e pra aplicação de produtos cremosos.

9. Angled Kabuki K40 (R$36,90): pincel angular com cerdas arredondadas, bom para aplicação de blush ou bronzer. Permite o contorno de forma suave, e vai bem com produtos em creme.

10. Tapered Kabuki K50 (R$36,80): com cerdas densas afiladas e meio pontudo, permite precisão na aplicação de bases (líquidas, cremosas, ou em pó), por isso é bom para áreas de difícil alcance (ao redor de olhos e nariz, por exemplo).

pincéis M-UP! rosto resenha

Os da primeira fileira são os pincéis menores, os da de baixo são maiores (na foto parece tudo do mesmo tamanho, mas é só reparar como o padrão do tecido de cobertura está mais largo na foto de cima). Cada um deles tem seu correspondente: por exemplo, o K10 e o K15 possuem o mesmo desenho, mas o menor funciona pra detalhes, o maior cobre o rosto inteiro.

Fiz uma comparação só pra vocês terem uma ideia melhor do tamanho deles, usando dois pincéis de outras marcas:

pincéis M-UP! comparação

Esse de base achatado da Contém 1g é um dos maiores que tenho, vejam como o K50 fica ao lado dele! rs São propostas diferentes, claro, mas apesar de ter passado minha vida toda aplicando base com esse tipo mais comum, descobri que o afilado faz o trabalho melhor e em menos tempo (porque não marca tanto, então a gente precisa de menos cuidado pra remover acúmulos.

Já o K55, pra corretivo, coloquei na comparação visual com um de sombra: é que o n.105 do Duda Molinos é bem grandão e tem essas cerdas similares, só que não tão densas (ele serve pra esfumar côncavo). Já é bem grande, e o M-UP! é ainda maior.

Agora, a pergunta que não quer calar: você precisa de dez pincéis de rosto? Não precisa. Com certeza dá pra adaptar o uso de cada um deles. O que vale é se questionar sobre o que faria diferença no acabamento do seu make: você tem dificuldade pra cobrir áreas menores? Precisa de um pincel pra contornar o rosto (ou o nariz)? Quer um bom pincel de base? E daí sim optar pela compra, e de repente começar a colecionar.

De um modo geral achei a qualidade muito boa. Não vi muita diferença em relação ao K10 pro da Sephora, mas não tenho os dois pra dizer com certeza “meninas, são idênticos”. O que posso dizer é que são muito bons, e bem mais baratos que os da outra marca gringa.

Quem se interessar pode clicar nos links e encomendar com a Beta. Compra super segura. ;)



6 comentários
05/01
2013
Excess Volume Petrizzio
Categoria(s) MakeUp, resenha, Rímel
Ana Farias

Conheci a chilena Petrizzio no ano passado, por intermédio da Pri Matz, e amei praticamente tudo que ela me enviou pra testar.

Esse rímel Excess Volume Waterproof foi um dos produtos que gostei. A embalagem lembra os da Maybelline, e o resultado é tão bom quanto o da maioria da marca.

excess volume petrizzio

Ele é bem escuro, cobre direitinho os cílios (notem como os meus são claros na primeira foto abaixo, e o resultado com uma camada do Excess Volume ao lado), e faz aquela camada de fibras que alonga as pontas dos fios. E o melhor: sem fazer efeito Emília, a Boneca de Pano.

pet

Os cílios ficam separados na medida certa, sem grude e sem grumos.

Não chegou a ser um dos meus preferidos, mas achei um bom produto – especialmente porque é bem baratinho lá no Chile. ;)



7 comentários
24/02
2012
Corretivo Iluminador HD Anna Pegova
Categoria(s) corretivo, MakeUp, resenha
Ana Farias

Apesar de conhecer alguns corretivos que eu acho que funcionam pra mim, ainda tava na busca da textura perfeita, que cobrisse os probleminhas sem marcar demais as linhas finas que tenho nos olhos.

Acho que encontrei.

Recebi o Corretivo Iluminador HD da Anna Pegova há algumas semanas, e até agora não tenho nada de negativo pra falar dele. Só coisa boa!

O Correcteur Éclat HD, ou HD Light Concealer, é um corretivo cremoso, grossinho e hidratante, mas com textura seca. Uma gotinha pequena cobre perfeitamente a região abaixo dos olhos e as pálpebras.

Ele possui partículas refletoras de luz que minimizam as linhas finas. É fácil de espalhar (pra evitar excessos, prefiro a ponta do dedo, dando batidinhas leves até que a pele fique homogênea), fixa bem e não marca as linhas a ponto de craquelar após algum tempo.

Ah, e não tem cheiro!

O único problema: só tem dois tons. O corretivo e iluminador Correcteur Éclat HD, que é bem claro (em mim já fica claro, apesar de ficar bem camuflado quando absorvido), e o corretivo Correcteur Ultra Naturel, que é o mesmo produto num tom de bege “universal” (que teoricamente se adapta a vários tons de pele).

A embalagem é honesta, bonitinha, e tem bico dosador que ajuda a evitar desperdícios. E o melhor: não é absurdamente caro. Custa 50 reais, o que é um preço razoável.

Abaixo, na pele. Me desculpem o aspecto monstro do lago das fotos, mas tive que cortar a sobrancelha. Uma semana sem me olhar no espelho direito, e virei a Glória Pires em Mulheres de Areia (mas muito, muito pior do que uma “simples” monocelha).

Pele sem nada (1), dá pra ver que não tenho muita olheira, então o foco é na textura e na cobertura do corretivo.

Ele é bem sequinho (2), mas espalha legal e deixa a pele bem confortável, sem aspecto craquelado ou oleoso, e sem acumular nas linhas de expressão (3).

Na última foto (4), com pó, lápis preto na raiz dos cílios superiores e branco na linha d’água (o Noir & Blanc da Bourjois), meio delineado com lápis verde matte da Dailus e rímel Big Eyes da Eyeko.

Segundo o fabricante, ele é bom pra qualquer tipo de pele, inclusive oleosas e acneicas (é não comedogênico).

Pena que me enviaram um produto perto de vencer a validade, erro que as assessorias deveriam evitar. Pega mal, né?



5 comentários
14/12
2011
Quase mágico: Maybelline The Colossal Cat Eyes
Categoria(s) resenha, Rímel
Ana Farias

Na última viagem da Aline (da loja Desejos do Dia), pedi pra ela me trazer o rímel The Colossal Cat Eyes, da Maybelline. Tava doida por ele!

A Colossal tem até hoje lugar cativo no meu coração, apesar de ter encontrado outros dois ou três rímeis que também funcionam super bem com meus cílios. E a versão Cat Eyes já apareceu tendo tudo pra me ganhar, com essa estampa de oncinha! rs

Usei alguns dias, e minhas impressões são as seguintes:

O aplicador curvado pra mim é um super plus, porque ajuda bem a alongar os fios. Pode gerar uma certa dificuldade pra quem não leva muito jeito com rímel (tipo manchar a pálpebra se não tiver cuidado). Esse é perfeito porque as cerdas não são daquele tipo fininho que espetam, elas são bem macias.

Ele é muito preto, dá uma cor ridícula de linda aos cílios. E não é à prova d’água, é fácil retirar depois.

O único ponto negativo é que no quesito volume ele deixa a desejar. Os cílios ficam separadinhos e sem grumos com uma ou duas camadas, mas mais que isso eles grudam um pouco.

Vejam se não parece mágica:

Esse tipo de rímel com pincel curvado, ao contrário do que a gente possa imaginar, não precisa necessariamente ser aplicado pela parte de dentro da curva (seguindo o formato do olho). Aplicando com a parte de fora os cílios ficam bem mais curvados, e a gente consegue pegar cada fio desde a raiz.

O Cat Eyes ainda não está sendo vendido no Brasil, mas vale a pena ver nas lojinhas online quem traz de fora, no Mercado Livre, e em sites estrangeiros. Mas se for comprar nesses últimos, esperem até a segunda quinzena de janeiro, porque nessa época vocês sabem como fica a situação dos correios! :/



15 comentários


Página 1 de 41234