24/03
2014
[Vida Sana]: Roupa pra se exercitar
Categoria(s) #Mudança de Hábitos, #VidaSana, Comportamento, Dieta, Moda
Ana Farias

Os posts da tag #vidasana são escritos por Pri Matz (@priscilamatz no Instagram). Este teve minha participação na produção do texto.

A Ana escreveu há um tempinho sobre tênis pra corrida, lembram? E aí começamos a conversar sobre o que é realmente necessário ter no armário pra começar a malhar, e que de repente seria legal fazer um post sobre isso.

Em tempos de Instagram, quando vemos tantos perfis de fitness mostrando 4687899 looks diferentes, muitos deles patrocinados (devidamente sinalizados ou não…), e a mulherada usando cada dia uma roupa diferente… bom, fica difícil não se questionar sobre o dress code na hora de se exercitar. A febre do consumo de moda chegou na academia, mas, assim como na vida, é realmente necessário se prender a ela?

Afinal, o que é realmente necessário para quem está começando a praticar exercícios?

Em primeiro lugar, a tag se chama vida sana (ou seja, sã) porque aqui no blog escrevemos pra gente comum, pra quem quer ser mais ativo e mais saudável, mas sem nenhum tipo de neurose de vida saudável (até porque, a partir do momento em que entra a neurose, o “saudável” se perde). A intenção é incentivar um estilo de vida que traga benefícios, sem excessos.

EXERCÍCIOS FÍSICOS

Então, em primeiro lugar, tenha em mente esse mantra: se você tem um corpo, deve se exercitar. A coisa mais importante é começar a se mexer: você estará fazendo algo de bom por você, pela sua saúde cardiovascular, pra se prevenir de problemas como a osteoporose, e de quebra se livrar de algumas gordurinhas.

Comece com caminhadas leves de 30 a quarenta minutos três vezes por semana, e aos poucos você sentirá a necessidade de ir além, se exercitando uma hora cinco ou seis vezes por semana. Podem acreditar, dá um gostinho de quero mais, e logo o “dever” se transforma em “prazer”! Mas é importante ter um acompanhamento antes de se jogar em outras atividades, por isso não deixe de conversar com um médico antes (sabem quanta gente desenvolve problemas de joelho com corrida, por exemplo, sem nem se darem conta?).

Pra quem está começando a se movimentar, achamos que o básico é o seguinte:

o que é preciso para se exercitar

Aos poucos você vai construir um acervo bacana de peças, mas pra começar tenha pelo menos:

- dois tops ou sutiãs esportivos que deem boa sustentação ao seu tipo de peito;

- duas partes de baixo (short, bermuda, legging curta, legging comprida, short saia);

- duas partes de cima (regata, camiseta, blusinha);

- dois pares de meias de algodão;

- um tênis esportivo.

Tendo duas peças de cada item você monta um kit básico: quando um grupo estiver lavando, outro estará seco e pronto para ser usado. Pelo menos no início o ideal é escolher cores que combinem entre si, porque aí dá pra montar combinações diferentes que sempre ficam bonitas.

Mas é importante estar bonita se você vai se acabar de suar?

Quem acompanha a tag já sabe que a Pri pratica exercícios em casa. Mas nem por isso se exercita de pijama! Afinal, quando você escolhe uma roupa bacana pra vestir, isso se torna um momento de prazer, não é? Você se sente bonita, e isso dá um up na auto-estima, na energia… Na hora do exercício não é diferente: você terá uma animada extra pro treino.

pagea

Antes de qualquer coisa, procure em seu armário peças que se encaixem no quesito exercício físico: camisetas leves de algodão ou microfibra, leggings (a gente sempre tem uma!), etc. Compre APENAS o que faz falta num primeiro momento (e segure o impulso, já que a gente tem tendência a acabar abusando nas compras, né?).

O ideal é ter dois tênis próprios pro tipo de exercício que você vai fazer, pra poder alternar o uso diariamente. Mas, não tendo nenhum, e não podendo gastar, comece com um único par – o melhor na faixa de preço que você puder pagar. A Paula fez um post com uma seleção boa AQUI.

Separe as roupas que for usar para praticar exercícios em uma gaveta ou caixa especial, pra não ter que ficar procurando peças aleatoriamente. De preferência, evite usar roupas que estejam descosturadas, manchadas, surradas, ou seja, num estado em que você não usaria normalmente. Lembre-se que você está encontrando sua saúde, e isso é sempre uma ocasião especial. ;)

Aproveitando o embalo do post, a Marisa e a Riachuelo tem peças boas, bonitas e baratas em suas linhas fitness. Os tops da Riachuelo tem ótima modelagem, bojo e sustentação.

Todas as fotos são da Pri Matz, com exceção da primeira, que encontrei no site Huffington Post.



11 comentários
21/03
2014
J. Chermann para C&A (e 4 maneiras de usar camisetas)
Categoria(s) Moda
Ana Farias

A C&A anunciou uma parceria super bacana com a estilista Julie Chermann: uma linha de camisetas premium que faz releitura de desenhos exclusivos de sua grife (como coruja, asas, cachorro, elefante e terço). Essa eu adorei, amo camisetas!

E é ela que aparece nas fotos abaixo, mostrando quatro maneiras bem legais de se usar camisetas:

J.Chermann para C&A

Básicão com jeans, ou dando uma glamourizada com legging de couro e maxi colar: assim eu uso o tempo to-do! Mas gostei muito das ideias de baixo, com saia bordada com paetês e, principalmente, com saia midi (já responderam a enquete dessa semana???).

Serão vinte e um modelos com preços que variam entre R$ 40 e R$ 70 (as da marca são vendidas por volta de 200 reais!), em malha com fio lurex, devorê, flamê e algodão, além de paetês bordados à mão. Na cartela de cores, tons neutros (preto, branco e cinza), amarelo, azul bic e pink.

Julie Chermann para c&a

Essa eu quero ver pessoalmente, assim de longe curti! E vocês?

A coleção será lançada agora dia 27/03. Vou ver se arremato essas que curti com o coração nas montagens!… Vai depender do material mesmo. :)



18 comentários
20/03
2014
Forever 21 no Brasil
Categoria(s) Moda
Ana Farias

A mulherada consumista enlouquecida com a vinda da Forever 21 pro Brasil. Eu confesso que tava, embora (goste de pensar que) tenha deixado meus dias de consumo desvairado pra trás. Afinal, como não ficar eufórica com a possibilidade de encontrar peças bacanas numa rede fast fashion conhecida por seus preços super em conta?

Mas assim, tô eufórica controlada. Pra mim é só uma opção boa que estará à mão quando eu precisar de alguma peça, não faço planos de torrar cinco salários mínimos por lá, não. Até porque não é roupa feita pra durar, né, gente. A Ana Soares fez um post in-crí-vel outro dia sobre o assunto lá no Hoje Vou Assim Off, então nem vou dar minha opinião aqui porque estaria apenas copiando letra por letra o que ela já disse. Não deixem de ler: A chegada da Forever 21 no país dos preços altos.

Houve um soft opening em São Paulo na semana passada, e pedi pra uma leitora das antigas super querida pra me representar: a Débora Ferro passou na loja e contou um pouco do que viu (obrigada, Déb!).

forever 21 abertura em são paulo

Antes de passar a palavra pra ela, preciso só tirar uma coisinha do meu sistema. Vendo as fotos e notícias sobre a abertura pro público, algumas perguntas pipocaram em minha mente: estavam distribuindo roupas de graça na loja nesses primeiros dias? As pessoas sabem que a loja não é itinerária, né, ou seja, ela não vai fechar, vai continuar no lugar?

É essa ansiedade por consumir coisas que, vamos combinar, não são necessárias! que me deixam extremamente assustada. Dinheiro não dá em árvore, pelo menos não pra todo mundo, né? E quem tem árvore de dinheiro em casa dificilmente compra em fast fashion. Logo, tirando por mim (que, assim como a maioria da população, não tenho nem árvore nem arbusto nem sequer matinho que dê dinheiro), entendam meu estranhamento.

forever 21 brasil

“Olá! Sou a Déb, e fui à inauguração da Forever 21 no Shopping Morumbi representando a Ana. O evento começava às 20h, e lá estava eu na fila aguardando às exatas 20:02. Evento fechado, bem organizado, com comidinhas e bebidinhas sendo servidas o tempo todo. Uma Dj comandava as pick-ups com um house gostosinho que deixava o ambiente ainda mais convidativo às compras…

Só teve um probleminha: a lotação! Conversando com os organizadores, fiquei sabendo que eram esperadas 300 pessoas, e acabaram mais de 1000 circulando pela loja! A mulherada enlouquecida acabou com vários itens das araras já naquele dia! Alguns vestidos que foram divulgados anteriormente não se encontravam pra compra pra simples mortais.

forever 21 achados

Achei a loja FANTÁSTICA! Os preços são tão bons (ou até melhores) que os praticados lá fora, as peças de coleção são bem lindas, com estampas diferentes e modelagens que não vejo em outras lojas.

A Basics é pra ter uma peça de cada cor! Como as regatas de tecido leve pra usar e abusar no dia a dia, com preços de R$8,90 à R$15,90. Bijuterias de todos os tipos, combinando com as cores das coleções, e com preços ótimos, arrematam a experiência. Me senti  em Miami all over again, mas digo que daqui sai com muito mais peças do que da loja lá.

forever 21 acessórios

Fui pegando minhas peças, uma blusinha de 30 dilmas aqui, um vestidinho de 60 dilmas ali, regatinhas de 9 dilmas pra lá, e fui pro provador. UMA HORA E TRINTA MINUTOS DE FILA PARA PROVAR! Me recusei, e tive que apelar pro que estavam fazendo muitas outras colegas na cara de peroba: provei no meio da loja, em frente aos espelhos, por cima da roupa que eu vestia mesmo. Tomei apito das vendedoras, mas em meio à bagunça do clima de festinha, acabei achando graça da situação.

Ainda fui a última a sair da loja, lá pelas 1h10 da manhã, pois a fila pra pagar era gigantesca, e fiquei por último, acreditam? rs Recebi até aplausos e uma gritaria sem fim por finalizar o dia de trabalho deles!

Acho que vale muito a pena pelo menos dar uma olhada na loja. Mas duvido alguém sair sem uma sacolinha!”

ps: a maioria das fotos é da Déb, mas algumas foram enviadas pela assessoria.



18 comentários
18/03
2014
[Enquete]: Hot or Not?
Categoria(s) #enquete, Moda
Ana Farias

Tava olhando o Pinterest atrás de inspirações pra colocar na fanpage do blog, e dei de cara com umas fotos do site da revista Harper’s Bazaar que… bom, que deram medo! hahaha

Isto vindo de uma pessoa que vive sugerindo que a gente leve a moda menos a sério e use o que der vontade pode até soar hipócrita. Mas vejam bem: também acho que tem gente nesse mundo que chega num patamar de puxa-saquismo que podem vestir as coisas mais ridículas e o que mais vai receber é aplausos. Tudo bem, gosto não se discute. Mas vejam, por exemplo, a Sabrina Sato. Ela pode usar o que quiser e vão gritar “musa!” muito mais do que “hey girl, espelho em casa, terias?”.

Pra mim, o modelo de calça abaixo entra nessa categoria, “coisas que musas da moda construídas pelo hype acreditam que ficam lindas com”. Vejam vocês e me digam o que acham:

9d8d5294cff9cf6848357a39f55c9af8

e9f4bc9efb3ae0397728503f9827da73

fbe8f4a037447250cacf387ce0a71c74

Não tenho nada contra comprimento “catando siri”, esse acima do tornozelo. Mas o volume mega exagerado… nope, não dá pra achar bacana. Tudo bem que o oversized é tendência, e tem tanta coisa bonita! Mas essa calça que parece uma bermuda larga de irmão mais velho tá demais da conta, não tá não?

Nem acho problema o fato de engordar, acho até que esse é o menor dos problemas em relação ao que a modelagem fez com o corpo dessas mulheres!

Mãns… como acredito que toda silhueta tem possibilidades, até que achei relativamente bacana a versão mais sequinha da calça…

67c3c1f901eb402f42cd3f0dc958dc28

a029faff9fa5196293cea24f06e31fc6

Gostar eu só gostei mesmo foi da última. Acho que o volume das pregas no quadril harmonizou um pouco mais o comprimento.

Pra ser sincera, quanto mais olho praquela primeira foto lá de cima, com a loira de calça branca, mais gosto do look dela! rs Aiaiai, momento #marygowithothers… 8/

Mas diga você aí! ;)



28 comentários
13/03
2014
Inspiração de looks plus size
Categoria(s) #Inspirações, Moda
Ana Farias

Vi um link puxando pra essa matéria num site de notícias, e achei tão interessante que resolvi compartilhar. Na verdade não é assim uma matéria brastemp, só umas fotos produzidas com a modelo plus size Leandra Soeiro. Mas os looks ficaram tão legais que catei de inspiração pra gente.

Tá acima do peso? Não precisa se esconder atrás de roupas largas, colega. Olha só:

looks plus size

Segundo a matéria, os looks foram inspirados por roupas usadas pela atriz Bruna Marquezine. Embora eu não tenha pescado muito bem isso, acho que a stylist que fechou os looks foi na maior parte do tempo super bem sucedida em quebrar alguns paradigmas do que deveria ser a moda pra quem está acima do peso.

Camuflar quadril largo? Esconder coxas grossas? Ficar longe de blusas justas? Pra quê? Tudo depende de como a produção é feita. Ou vocês vão me dizer que a modelo não está linda nas duas fotos abaixo?

looks plus size passeio trabalho

Minha opinião é que a gente, gordinha ou não, deve ter uma coisa grudada na mente quando vê alguém acima do peso usando certas peças: nossa cabeça foi treinada pra achar o magro bonito. Na verdade, ultimamente viemos sendo treinados a achar o corpo magro malhado bonito. Então, ao nos olharmos no espelho (se formos gordinhas) ou ao vermos gordinhas usando roupas x ou y (pra quem não está acima do peso), é necessário ter a compreensão de que tem uma questão cultural forte nos induzindo a acreditar que se a pessoa está acima do peso, não pode estar bonita.

Desta forma, não dá pra querer comparar uma magra e uma gorda vestidas com a mesma roupa – a segunda sempre vai sair em desvantagem. É preciso aprender a bloquear isso, a reprogramar o olhar, e aceitar que diferentes corpos vão mostrar uma imagem diferente, mas não necessariamente bonita ou feia por causa do tamanho do quadril.

E por favor, vamos deixar a questão do estar saudável fora disso. Ninguém sabe da saúde de quem não conhece, e é perfeitamente possível que o gordinho se alimente bem e se exercite de maneira normal, mas continue acima do peso por não abrir mão de guloseimas ou por não estar disposto a viver numa academia, da mesma forma que é possível que alguém que viva malhando e tomando whey venha a desenvolver problemas de saúde. Vamos nos limitar a cuidar do nosso próprio corpo e da nossa própria vida? Existe uma diferença entre estimular hábitos saudáveis e promover gordofobia.

looks plus size sem regras

Acima três exemplos clássicos que quem entende de moda geralmente condena pra quem está acima do peso: calças jeans com lavagem mais clara na área das coxas (o que as coloca em evidência), calças justas coloridas (que obviamente chamam a atenção pra região como um todo) e saias longas com estampas chamativas (não delimitam o corpo, por isso podem aumentar a área).

Essas coisas que escrevi entre parênteses acontecem? Sim, acontecem. O jeans escuro de alfaiataria vai ser sempre uma escolha mais acertada se a intenção for alongar o corpo e dar a impressão de medidas mais “enxutas” (e vocês não imaginam como detesto essa palavra. Acho carregada de preconceito!). Mas por que essas deveriam ser as únicas intenções? E a diversão, onde fica?

Independente de se gostar ou não das peças que ela usou (eu, por exemplo, achei a camiseta de onça horrorosa, e o look da saia podia ter sido melhor), o importante é que ela tem o direito de usar o que ela gosta.

looks plus size calça bermuda

A vida é curta, gente, e moda (desde que você não seja escrava de etiquetas) é uma brincadeira democrática, já que está ao alcance de qualquer uma que se interesse por aprender um pouquinho sobre. Dá pra pegar informações e aprender o que nos veste melhor, assim como dá pra fechar os olhos pros dont’s e usar a roupa de uma forma que te traga prazer. Afinal, é tão gostoso sair de casa se sentindo bonita, não é mesmo?

E isso é possível, não importa o seu tamanho. Acredite! Porque você nunca poderá ser a cópia de outra pessoa, mas sempre terá a opção de ser a melhor versão de você mesma. Então busque ser a melhor versão de você mesma como você é agora, sem esperar pra “quando emagrecer”. Se este é o seu desejo, quando emagrecer você terá novas peças à disposição – o número pode ser menor, mas seu estilo já terá se instalado! ;)

Fotos: R7



18 comentários


Página 3 de 75«1234567»