07/12
2011
Shampoos BBB
Categoria(s) Cabelos
Ana Farias

Já ouvi várias vezes que a gente tem que usar shampoo bom.

Até aí tudo bem. O problema é que a maior parte das vezes essa frase estava inserida num contexto, digamos, um tanto elitista. O que é shampoo bom? Ah, marcas X Y e Z – todas chegando aos (ou passando dos) três dígitos.

E de tanto que essa ideia se difundiu, criou-se essa neura de que shampoo barato não pode ser bom. A gente pode até não poder pagar pelo caro, mas bom o barato não é.

Claro que tô generalizando pra mostrar meu ponto de vista, porque sei que muita gente divide a mesma opinião que eu. Ninguém precisa ser profissional pra perceber quando um produto é bom ou ruim pro próprio cabelo. O que pode acontecer é a pessoa não fazer a menor noção de que existe shampoo bom ou ruim pra ela – caso da minha mãe, que passou anos com cabelo super ressecado simplesmente porque comprava o mais barato que via no mercado. “Mais barato” não significa ruim, mas tudo que ela comprou era ruim pra ela.

Primeiramente a gente precisa entender como o nosso cabelo funciona, do que ele precisa (se tá mais ressecado, oleoso, pesado, assim, assado). E, na base da observação e do teste, descobrir os produtos que fazem diferença, que o deixam com brilho e macio a cada “mudança de humor”.

E me desculpem as que amam labels, mas não me convenço de que elas sejam realmente necessárias. Fosse assim o cabelo da Angélica seria mais sedoso, e da menina que trabalha no mercado aqui perto não me cegaria de tanto brilho toda vez que preciso comprar pão. Ah, Ana, mas é a estrutura do fio. Eu sei, mas precisava tirar essa comparação do meu sistema. ;)

O que sei é que da mesma forma que conheço gente que acredita que o cabelo só gosta de shampoo de rica, conheço gente como eu, pra quem o preço não faz muita diferença. Me dou bem com várias marcas baratinhas, thanks god!

Fiz uma lista com alguns que usei nos últimos meses. Alguns eu gostei mais, outros menos, mas todos cumpriram bem o papel.

1. Seda Liso Perfeito e Sedoso by Yuko Yamashita: possui uma tecnologia que atua na fibra capilar pra manter o cabelo alinhado. Sinceramente não percebi muita diferença, talvez porque meu cabelo não seja liso. Tem cheiro ok, limpa direitinho. Não confundir com Liso Extremo Total (que é indicado pra cabelos alisados ou ondulados).

2. Seda Pureza Refrescante by Jamal Hammadi: baratésimo, paguei pouco mais de 4 reais. Tô AMANDO! O cheiro é divino, ele é refrescante, e meu cabelo fica super macio depois de seco. Tem extratos naturais cítricos e chá verde, e ativos adstringentes (é pra cabelos oleosos). Meu preferido no momento.

3. Dove Reconstrução Completa: para cabelos muito danificados, o que não é meu caso. Usei uma vez só pra testar, é bem cremoso, deixa o cabelo sedoso e cheiroso. Sem sal.

4. Phytonatural Anti-resíduos: vi numa farmácia e achei o frasco lindo, o cheiro mara. Mas juro que comprei porque precisava de um shampoo de limpeza profunda! rs Tem extrato de chá verde, limpa sem ressecar excessivamente. Amo!

1. C.Kamura Defrizante: com Queratina e Proteína do Trigo, é cremoso, limpa, dá brilho e reduz o volume dos cabelos. Não notei muita diferença no controle do frizz – comigo só funciona na base do finalizador mesmo.

2. Planet Girls Active Shine Cabelos Danificados: super cremoso, cheiro incrível de coco, deixou meu cabelo super levinho e sedoso. Uso quando tá mais ressecado. Entrou pra lista dos queridinhos.

3. Kerasilk Plástica Capilar com ômega 3 e 6: esse tem fórmula com betacaroteno, que combate os radicais livres, por isso promete prevenir o envelhecimento dos fios. Achei ok.

4. Metamorfose Copaíba e Andiroba: tem ação adstringente e descongestionante, e controla a oleosidade do couro cabeludo. Adorei os produtos dessa marca, que não conhecia. Muito bom.

Todos eles foram usados com os respectivos condicionadores, menos o do CKamura e o da Phytonatural.

Agora, pra quem tá di$po$ta a pagar entre 20 e 50 reais por um vidro de shampoo, algumas opções a considerar:

1. Mahogany Pitanga: para cabelos danificados e ressecados, contém vitaminas e deixam o cabelo super perfumado. Comprei pelo cheiro delicioso, mas deixou o meu cabelo muito ressecado… Dei pra minha mãe, e a vida dela mudou, o cabelo foi tipo da água de poça pro vinho Romanée-Conti.

2. Darrow Klinse N: neutro extra suave pra ser usado diariamente, cheiro super bom (lembra o da Dermage). É recomentando pra couros cabeludos fragilizados. Contém base de origem vegetal, é bem refrescante. Tô amando.

3. Dermage Revitrat Force: o que mais amo na linha capilar da Dermage é a fragrância, forte e com cheirinho de limpeza que fica no cabelo depois de seco. Esse hidrata, da força pra estrutura do fio, equilibra o couro, protege o filme de envelhecimento e agressões químicas e do meio ambiente, dá brilho, ou seja, faz barba, cabelo e bigode. Indicado pra fios enfraquecidos.

4. Paul Micthell Tea Tree: estimulante, refrescante, revigorante, calmante, hidratante… Esse shampoo pra uso diário é indicado pra quem tem cabelos secos e indisciplinados, e é indicado pra tratamento do couro cabeludo (psoríase, caspa, etc). Não é extremamente caro, mas é de rica! Passei aaanooos desejando, até que comprei num salão. É maravilhoso.

Quem se dá bem com shampoo baratinho também levanta o dedo!



47 comentários
29/11
2011
Coisas do ebay
Categoria(s) Acessórios, Cabelos
Ana Farias

Quando minha bolsa do ebay chegou fiquei tão animada que só percebi um envelope cor de rosa dentro do pacote quando fui jogá-lo fora. Fiquei um bom tempo olhando praquilo, tentando entender do que se tratava. Pelo que tava escrito, não entenderia nunca, claro. Mas a foto deu a entender que era um sistema todo louco pra prender o cabelo.

Trata-se nada mais nada menos do que dois pedaços de velcro, daquele tipo usado nos rolinhos de cabelo modernos.

Não deve servir pra todo tipo de cabelo, mas a ideia é tirar do rosto os fios da frente, e daí dá pra se maquiar, lavar o rosto, passar creme, etc. Achei muito engraçado alguém pensar nisso, e é uma coisa tão boba! hahaha

Mas fui lá testar a novidade (pra mim, né, porque de repente na Liberdade isso já deve ser vendido há anos).

Difícil foi achar um ângulo pra fotografar, mas deu pra dar uma ideia, né.

O truque é afastar o cabelo, posicionar o velcro, apertar pros fios ficarem bem presos, e pronto. Deu pra fazer toda a rotina noturna de pele e o parangolé continuou no lugar.

Como sou pessoa preguiçosa, prefiro meu arco, que já fica estrategicamente guardado na primeira gaveta do armário do banheiro. Mas que esse trem aí funciona, funciona.

O nome dele é Practical Magic Fixed Hair Paste Patch Velcro Stick, o que torna tudo mais engraçado. Custa U$2,59.

Como passei um tempo procurando por ele no site (até descobrir que velcro em inglês é… bom, “velcro”, o que facilitou a busca), acabei vendo tanta coisa engraçada que resolvi dividir com vocês.

Tem o Innocent Bride Faux Braid Head Hairband, um arco com cabelo sintético trançado por U$7,65:

Tem o Hair Bumpit Volumn Insert Princess Hair Styling Tools Base Hair Bump Up, um bumpit de velcro pra fazer aquele topetinho, ou melhor, um topetão, né, princess Leah style – por U$3,99:

Tem o Magic Bun Ponytail Maker French Twist Ring Hair Styler, um plástico que segura aqueles penteados torcidos, por U$0,99:

E finalmente o New Big Bun Maker Hair Styling Tool do Soft Band Audrey, um super coque também em estilo princesa Leah, por U$1,49:

Tinha outros mais discretos, mas resolvi ir no da Amy. ;)

Coisas que só o ebay faz por você.



45 comentários
22/11
2011
Circuito Cosmética Ativa L’Oréal
Categoria(s) Cabelos, Hidratação, Mãos, Pele, Pés, Protetor Solar, Rosto
Ana Farias

Ontem foi um dia bem legal pra mim, que curto tanto descobrir mais sobre creminhos e ver de perto as novidades pra mostrar aqui no blog (e usar também, claro! ;)).

A divisão de dermocosméticos da L’Oréal (a “cosmética ativa” do título) montou um circuitinho de beleza em quatro etapas pra mostrar alguns produtos da Vichy e da La Roche-Posay, duas marcas francesas que estão entre as mais recomendadas por dermatos – e que olham com muita atenção o mercado brasileiro. O bom do evento é que a Bernadete Meireles, farmacêutica da L’Oréal, ficou à disposição pra demonstrar tudo e responder perguntas sobre cada produto. Tem pelo menos um que eu tenho certeza que vocês vão se interessar muito!

É um post longo, mas resolvi fazer assim até pra deixar como referência dos produtos pra vocês. Sigam-me as boas! ;)

PARADA 1: CORPO 

O circuito começou com uma massagem nas pernas usando o Vichy Aquadestock, um gel creme com efeito drenante que deve ser usado como auxiliar no tratamento pra reduzir celulite e gordura localizada. Ele tem uma combinação de ativos que favorece a microcirculação, estimula a quebra de gordura e a renovação celular.

Super leve, com cheiro suave, dá uma sensação fresquinha super boa e deixa um toque aveludado, bem sequinho. É pra ser usado duas vezes por dia (da região lombar pra baixo – bumbum e pernas), e o legal de se usar de noite é que o mentol dá uma ajudada pra aliviar o cansaço.

Uma coisa que disse que não gostava em produtos do tipo era ter que fazer massagem vigorosa, porque não tenho paciência. Aí o grande legal: segundo elas, tudo se resume a um sistema simples de cinco passos, chamado de protocolo Vichy – vou fazer o processo uns dois meses e depois conto o que achei.

PARADAS 2 e 3: CABELO + PÉ e MÃO

A segunda parte do circuito foi cuidados com os cabelos (foto 1). Parti pra cadeira do Christian Testori, que é cabeleireiro importado de Lyon (claaaaro que bati um papinho com ele em francês pra desenferrujar um tico a língua, que saudade que deu de dar aulas!). Ele usou o um shampoo Vichy Dercos Thermic pra cabelos ressecados + condicionador da linha + um finalizador que eu não conhecia da L’Oréal, o serum Absolut Repair Unifibrine (tem descrição dele AQUI). Tudo super leve, o cabelo ficou soltinho e brilhante. Aliás, o Christian faz a escova mais perfeccionista que já vi, parece que o cabelo foi pranchado!

Terceira parte, pé e mão. O creme pros pés La Roche-Posay Lipikar Podologics (foto 2) eu ainda não conhecia. Ele é bem espesso, tem cheiro agradável, deixa a pele muito macia. O das mãos (foto 3) eu já tô usando faz um tempo: o Vichy Essentielles Creme Réparatrice Mains, que tem cheirinho de rosas. Ele é muito bom, deixa a pele bem hidratada, mas com toque seco (só não curto a embalagem, sai muito pouco produto, tem que rolar uma certa forcinha).

Aproveitei pra pintar as mãos (foto 4) com um holo da Forever 21, o Love & Beauty Disco Ball Red Black Silver. Muito doido, difícil de pintar, ruim de secar, e tô parecendo meio que flamenguista com ele! rs Vou tirar hoje e colocar um mais normalzinho. ;)

PARADA 4: ROSTO

A Bernadete tirou muita dúvida minha. Mas vou deixar pra fazer um post especial com a participação dela.

Os produtos foram divididos em seis passos, e a gente podia escolher em cada etapa o que preferia experimentar. Pra limpeza (foto 1), como eu tava com base e ando numas de soluções micelares, usei o La Roche-Posay Solution Micellaire Physiologique, que é uma água com minerais que retira a maquiagem e todo tipo de sujeira da pele. Pra tonificar (foto 2), como minha pele estava mais pra ressecada, usamos o Vichy Pureté Thermale Eau Tonique.

Depois usei o serum antioxidante SkinCeuticals Phloretin CF, pra peles maduras (foto 3). Foi tão bom quando ela disse que ia usar em mim o Serum 10, que é pra peles jovens, e eu tive que dizer que já tinha passado da casa dos 20 há um bom tempinho! rs

Antes de finalizar com o hidratante, escolhi o Vichy Normaderm Concentrado Ativo Anti-Imperfeições pra passar em cima de uma espinha gigante que resolveu nascer na dobrinha do meu nariz de batata – imaginem a facilidade pra chegar nela. Ele tem uma composição com ácido salicílico, e deve ser usado apenas em cima do problema. Ele seca a bicha sem agredir a pele, regula a produção de sebo no local, e evita que ela retorne ali.

Pra hidratar, escolhi o Vichy LiftActiv CxP:

Serum antiidade de efeito lifting com textura super levinha, no meio do caminho entre gel e creme. Ele deixa a pele radiante, sequinha, uma delícia.

Pra terminar, uma novo protetor solar que me interessou muito: o La Roche-Posay Anthélios Unifiant Mousse FPS50. Ele foi desenvolvido pela La Roche especialmente para as brasileiras, lançado aqui primeiro, e somente agora será comercializado lá na França. Poder!

Mousse bem grossinho que em contato com a pele fica com textura de pó. Por ter cor, pode ser usado sozinho, sem base (pra quem não precisa de uma mega cobertura, claro). Matifica a pele totalmente por algumas horas, e pode ser usado inclusive como primer. Depois faço um post bem detalhado sobre ele, porque merece!

Ufa, foi isso, gals. No mais, a companhia simpática, o atendimento super bom do Jolie Beauty Lounge (salão do qual falei AQUI), bons drinks (tomei um Kir Royal ma-ra às 10h30 da manhã me sentindo a própria Paris Hilton), e algo que preciso mostrar pra vocês, porque é bom demais:

Brigadeiros da maravilhosa carioca Sweet Dreams! O Atelier Caramelado, esse vulcão que aparece na foto, é a coisa mais deliciosa dessa vida. Por dentro um creme de leite condensado, depois uma camada finíssima de calda de caramelo, e flocos de arroz pra completar. Chora com essa, Paula Pfeifer.

Me vendam quilos, por favor.



29 comentários
21/11
2011
Moroccanoil: perguntas frequentes
Categoria(s) Cabelos, Cabelos - Finalizadores, Colaboração - cabelos
Ana Farias

Post escrito pela @primatz, do MiBeleza.

Este post é um pouco diferente dos outros que já escrevi sobre Moroccanoil.

É que sempre recebo emails com dúvidas sobre como usar os produtos, então resolvi fazer um bate-bate com vocês.

;)

Qual é a quantidade de óleo de tratamento que devo aplicar nos cabelos?

Isso depende, é claro, da textura, do volume e do comprimento de cada cabelo. Em geral, os cabelos com química requeram mais quantidade de óleo que os cabelos sem química. Comece aplicando uma quantidade equivalente a uma moeda de 5 centavos (coloque na mão, esfregue, e aplique), e acrescente mais se achar necessário. De um modo geral, após usar algumas vezes você já vai tirar de letra a quantidade que precisa.

Tenho cabelos oleosos. Posso usar o óleo de tratamento?

Todos os produtos da linha são formulados de maneira que os cabelos os absorvam sem deixar resíduos nem acúmulos. Como esse óleo tem uma fórmula super ultra leve, que nem parece óleo, parece mais uma “água grossinha”, ele é absorvido imediatamente pelos fios. Além disso, ele deve ser aplicado no comprimento dos fios, não na raiz – de forma que não interfere na oleosidade do couro cabeludo. Por isso pode ser usado em qualquer tipo de cabelo, sem medo.

Os shampoos e condicionadores são livres de sulfatos?

Sim! Aliás, muitos “tensoativos” tem nomes similares, o que só “ajuda” a confundir a gente. :)

As máscaras hidratantes são mais eficazes se usadas durante toda a noite?

A gente precisa acreditar nas especificações dos produtos (qualquer um!). Se na instrução diz que devemos usar por 5 minutos, éde 5 minutos que ele precisa pra agir. O melhor resultado a gente consegue com o uso prolongado de um produto, mas não ininterruptamente! ;)

É isso meninas. Se alguém tiver dúvidas sobre a utilização dos produtos, pode deixar nos comentários que eu respondo!



8 comentários
31/10
2011
Haja beleza pra encarar a segunda
Categoria(s) #Inspirações, Cabelos, MakeUp
Ana Farias

Garimpando imagens por aí, encontrei essas no site da revista Glamour!

MAQUIAGEM

Blush super pink da top australiana Miranda Kerr (bom pra quem é mais novinha!).

Batom pink chegay em Amber Heard. Não me canso!

Maquiagem perfeita de Camille Belle – não gosto da cara de nada dela, mas dessa vez tirei o chapéu pra produção!

CABELOS

A fofinha Taylor Swift e as tranças embutidas mais lindas.

Coque super bagunçado da atriz Olivia Wilde.

Penteado meio alien de Freida Pinto – nela ficou muito legal!

O que entra na lista do “copiarei na próxima sexta que há de chegar logo”?

Aproveitando, alguém pode me dar uma boa dica de sites onde encontrar boas referências de penteados e maquiagem pra quem tem pele negra?

Ah, e hoje tem Trendy Box mais tarde. ;)



13 comentários


Página 24 de 46«202122232425262728»