04/12
2015
Conexão Carioca: Três batons que mais uso
Categoria(s) #ConexãoCariocaBlogs, batom, Boca
Ana Farias

batons mac

Chega dezembro, e começa o segundo mês do Conexão Carioca! Vocês devem estar notando que quase não tenho postado fora da pauta do grupo, mas tem um motivo bom: entrei num novo projeto offline que tem me consumido um bocado de tempo, e quando vejo a semana já acabou e tem post novo do Conexão engatilhado. Não sei quando consigo voltar a atualizar diariamente, mas continuo por aqui sempre que der!

Bem, o post da semana é sobre batom, esse nosso preferido. Precisando optar por um único item de make, é a escolha da maioria, né? Eu ainda fico com rímel! rs A proposta foi mostrar três batons que a gente usa muito no dia a dia, e nem pensei duas vezes:

batons mac preferidos

Esses são os três batons que mais uso. Dependendo da “fase” posso até viciar numa cor ou em outra, mas esses três são os meus pronta pra sair, os que geralmente procuro pra finalizar o look, os que estão sempre dentro da bolsa.

Não por acaso, os três são da MAC. Gosto demais dos batons matte da marca! Hoje em dia existem outras marcas com textura próxima, mais seca, e inclusive cores similares a essas três que são minhas queridinhas. Mas é questão de hábito mesmo: a mão já vai direto pra eles. 😉

taupe

O Taupe é um bom nude pra certos tons de pele negra. Marrom com laranja queimado, tipo um tijolo claro. Em mim fica escuro demais pra usar como “nude perfeito”, mas é uma cor que amo. É de textura seca, mas suficientemente cremoso na aplicação, e com certa luminosidade no resultado.

mehr

O Mehr é uma versão mais acinzentada e escura do Brave (outro batom da MAC que eu amo!). É um rosa sofisticado, elegante, adulto. Não me sinto infantilizada ou Barbie com ele. Foi da coleção Mickey Contractor, e migrou pra linha Pro – não tinha como deixar uma cor perfeita dessas só numa coleção limitada!

ruby woo

O vermelho Ruby Woo é o tom perfeito pra todo mundo, e tem uma textura mega seca que pode até ser mais difícil de aplicar, mas o resultado não tem igual. Não tem muito o que dizer dele, todo mundo conhece, né? É o meu vermelho preferido sem sombra de dúvidas!

727

Cláudia Speroto no Usei-Contei
Dafne Dias no Elfinha.com
Luciana Gimenes no Sacolando
Patrícia Meireles no Fuxico de Mulher



Comente
29/11
2015
Leia no Conexão Carioca
Categoria(s) #ConexãoCariocaBlogs
Ana Farias

Alguns posts que gostei bastante nos blogs das amigas do Conexão Carioca no mês de novembro:

chegada-medalha-circuito-delta-590x319

No Usei-Contei, a Clau contou sobre mais uma de suas muitas (MUITAS!) corridas de rua, coisa que adoro! A última foi o Circuito Delta – Etapa França. Fico enlouquecida com a coleção de medalhas dela! Essa, inclusive, é das mais bonitas.

sorveteria-momo-gelato-shopping-gavea-sorvetes-elfinha

No Elfinha.com, a Dafne deu a dica de um lugar bacana pra comer no Rio, a Momo Gelato. Sou louca por gelato (aquele sorvete artesanal italiano com base de creme de leite, que é bem caro aqui no Brasil, mas deixa nosso sorvete comum no chão), então nem preciso dizer que tô animando uma visita urgente…

nioxin

No Sacolando, a Lu deu a dica de um novo Tratamento Anti-queda Nioxin, da Wella. Ele estimula o crescimento e controla a oleosidade do couro cabeludo. Fiquei bem curiosa, porque desde que meu cabelo sofreu com aquela queda absurda pós-cirurgia, minha peruca nunca mais foi a mesma.

seguro-viagem-gravidas-3

No Fuxico de Mulher, a Pati fez um post de utilidade pública: Dicas para grávidas em viagens aéreas. Se você está esperando baby ou conhece alguém que esteja, não deixe de ler e compartilhar!

727

Cláudia Speroto no Usei-Contei
Dafne Dias no Elfinha.com
Luciana Gimenes no Sacolando
Patrícia Meireles no Fuxico de Mulher



Comente
26/11
2015
Conexão Carioca: 3 dicas pra curtir o Rio
Categoria(s) #ConexãoCariocaBlogs, Dicas
Ana Farias

O assunto da semana no Conexão Carioca é a nossa cidade maravilhosa!

O Rio tá maltratado, a gente sabe. Dá um aperto no coração ver tanto abandono… Mas tem tanta coisa pra se descobrir por aqui, tanto recanto pra visitar, tanto detalhe pra absorver!

Não tem dia que não encontre algo novo pra observar, muito além das belezas naturais! Um dos meus lugares favoritos da cidade é o Centro. Amo! Adoro me perder pelas ruas, entrar nos prédios históricos abertos à visitação, fazer hora nas igrejas (cada uma mais linda do que a outra), tomar café bom cada dia num lugar diferente.

O Rio é mais do que a Zona Sul, por isso o Centro foi meu local escolhido pro tema do grupo. Tenho um milhão de dicas pra dar, mas hoje vou me ater a três cantinhos que costumo visitar quase que semanalmente (isso porque moro em outra cidade, porque se estivesse mais perto capaz de ir todo dia!)

Vamos a eles? Três lugares que valem a visita no Rio de Janeiro (pra quem é de fora, são próximos e dá pra visitar numa tarde, aproveitando os arredores também!):

paço imperial

Localizado na Praça XV, bem na saída das barcas, é um dos prédios coloniais mais lindos da vida! Construído no século XVIII, o Paço Imperial atravessou várias transformações ao longo de sua vida (numa das salas do térreo tem maquetes mostrando cada fase), e hoje é um Centro Cultural. Lá tem exposições regulares de pintura, fotografia, escultura, cinema, música, etc (aqui no blog mostrei a Ocupação Zuzu, sobre a designer Zuzu Angel). No Paço também funciona uma biblioteca de arte e arquitetura, e algumas lojas.

centro cultural correios

Falei por aqui da incrível exposição O Rio de Debret, lembram? O Centro Cultural Correios do Rio fica num edifício de 1922, e integra o chamado Corredor Cultural (que incorpora outros prédios históricos como o CCBB e a Casa França-Brasil, ambos bem próximos). O local  promove eventos de teatro, de música, de cinema, de vídeo, de artes plásticas… As salas de exposição são amplas, e tem o charme do elevador de época que a gente pode pegar pra subir até o terceiro andar. Essa área que fica ali entre o Arco do Teles e a parte de trás do CCBB é lotada de coisa boa, barzinhos principalmente. Quem for lá não pode perder o pain au chocolat da Brasserie Rosario, que fica a passos do Centro Cultural.

livraria cultura

A Livraria Cultura é um dos lugares mais bacanas pra quem curte livros, filmes, música… A área infantil dá vontade de ter igual em casa, e tem vários cantinhos pra fazer uma hora espalhados pelos três andares. Pra quem coleciona itens geek, tem várias coisas legais (as camisetas de Star Wars estão na minha lista de desejo!). Adoro passar umas horas por lá!

Um detalhe:  todos os três points possuem ótimas cafeterias/bistrôs em suas instalações! A da livraria fica no terceiro andar, a do Centro Cultural Correios fica no térreo, assim como as duas do Paço.

727

Cláudia Speroto no Usei Contei
Dafne Dias no Elfinha.com
Luciana Gimenes no Sacolando
Patrícia Meireles no Fuxico de Mulher



Comente
20/11
2015
Conexão Carioca: Rotina com os cabelos
Categoria(s) #ConexãoCariocaBlogs, Cabelos
Ana Farias

produtos rotina cabelo

Na roda da Conexão Carioca dessa semana está nossa rotina capilar. O que fazemos pra cuidar dos cabelos?

Poderia ficar horas aqui indicando produtos pra quem tem cabelos finos, lisos, com raiz oleosa e comprimento de normal a ressecado, sem volume e curtos, Mas, pra não ficar maçante, peguei alguns produtos que uso pra servir como exemplo do tipo de tratamento que faço em casa.

Pra começo de conversa, lavo praticamente todo dia, no máximo dia sim dia não. Uma pausa maior significa cabelo sujo, e até por ter voltado a caminhar é difícil passar dia sem lavar. É engraçado que a maioria dos presskits que recebo pelo blog são de linhas ultra hidratantes, e assim, tenho inveja de vocês. Posso até usar vez ou outra, mas se não quiser cabelo pesado só tem um jeito: usar apenas shampoos para cabelos oleosos.

Coloquei na foto os que tenho usado: o Revitay Shampoo Hidratante Bergamota, Limão Siciliano e Kiwi (1), da Embelleze, tem um cheirinho de limpeza gostoso, limpa bem, e não deixa os fios ressecados durante a lavagem. Não se deixem enganar pelo precinho camarada de farmácia (em torno de dez reais, 300ml), porque ele é realmente bom! Mix de frutas que combatem a oleosidade, tem fórmula sem sal, e promete reequilibrar os fios. O Shampoo Sálvia e Confrey da Granado Terrapeutics (2) é o único do grupo que comprei, e compro sempre pra fazer estoque; é o que melhor lida com meu cabelo, tem um cheiro incrível, deixa os fios soltos. Custa 13 reais, embalagem com 180ml. Finalmente, o Shampoo Juatinga da Est (3) vem com 310ml por 22 reais; mais espesso, limpa super bem e também tem um cheiro gostoso que remete a mato, a ervas.

Não tenho os respectivos condicionadores, e ultimamente tenho pulado quase sempre esse passo. Prefiro aplicar um bom leave in. Se sinto os fios muito embaraçados após a lavagem, uso um hidratante potente apenas nas pontas, como o Detox da Acquaflora que já citei algumas vezes aqui, o Hydra Care Tratamento Ultra Hidratante da Viscaya (4) ou a Máscara Hidratante com Óleo de Macadâmia e Quinoa (5) – duas linhas que recebi e ainda preciso resenhar. Eles custam 30 e 16 reais, respectivamente.

Uma vez por mês, ou menos ainda, depende de sentir necessidade, faço uma esfoliação no couro cabeludo com o Pré Shampoo Esfoliante Capilar da Natura Plant (6). Ele tem extrato de hortelã, um cheiro que impregna o banheiro de perfume do melhor. É meio chatinho de aplicar porque deve entrar em contato com o couro cabeludo, e tem uns grânulos que podem demorar um pouco a sair completamente. Após o uso, é só lavar com o shampoo de costume, depois condicionar. Custa 23 reais.

Também uma vez por mês, se sentir necessidade, aplico uma ampola de hidratação profunda apenas nas pontas. Coloquei na foto o Serum Booster da Elseve (7), que ganhei no último evento da L’Oréal. Já tem resenha dele aqui no rascunho, mas adianto que ele é mega hidratante! Custa dez reais e deve durar muito, porque é pra usar bem pouquinho.

727

Cláudia Speroto no Usei-Contei
Dafne Dias no Elfinha
Luciana Gimenes no Sacolando
Patrícia Meireles no Fuxico de Mulher



Comente
17/11
2015
[Resenha]: Batons Líquidos Matte Vult
Categoria(s) #presskit, batom, Boca, resenha
Ana Farias

12243930_1194114327272411_827635911_n

Várias empresas lançaram coleções de batons líquidos ultimamente, e acho que os da Vult, pelo menos no que diz respeito aos vendidos em farmácias, são meus preferidos. Digo “acho” porque não tenho o costume de usar muito (não acho prático), e nem experimentei todos à venda. Mas em comparação com outros que tenho, são os melhores.

Recebi recentemente os lançamentos do portfólio da marca, oito cores em tons matte que prometem longa duração, e podem ser encontrados por R$24,50 cada (preço sugerido).

batons vult

Recebi cinco das oito novas cores, que são a N° 9 (rosinha claro com bastante branco), N° 11 (vermelho tijolo), N° 12 (jabuticaba), N° 14 (nude bege bem claro), e N° 15 (um rosa vibrante maravilhoso!). Na coleção temos ainda o N° 10 (apresentado como laranja intenso), o N° 13 (rosa chiclete), e o N° 16 (roxo fechado – só que a cor 12 já é tão fechada que fiquei curiosa do que poderia ser essa. Talvez o 12 seja um tom mais quente, e o 16 mais frio).

Algumas cores ficam diferentes no tubo e na boca, como o rosa 9. A textura é bem aveludada, e com isso senti que acontece uma coisa boa e uma ruim: a boa é que, depois de seco, o batom não craquela! Continua “macio” nos lábios, como um bom batom que seja a mistura perfeita entre acabamento opaco e aplicação hidratante. A ruim é que com isso ele não seca totalmente… Passando a mão por cima da boca ou comendo algo, parte da cor sai, e carimba parte da pele junto (ou seja, sempre bom dar uma olhada no espelho ao longo do dia/noitada).

IMG_5787

A cor 14 é um bege frio que talvez não fique bem em todo tipo de tonalidade de pele. A cor 9 parece um nude rosado na embalagem, mas fica com aquele fundo branco bem aparente; é cor pra ser experimentada antes pra não se levar gato por lebre!

A cor 15 é minha preferida do grupo! Linda demais! Um rosa com quê de laranja, bem intenso, fiquei apaixonada e nos últimos dias não tenho tirado da boca.

A cor 11 é um vermelho muito sofisticado, com fundo marrom quente, aquele tipo que fica lindo pra todo mundo. Finalmente, a cor 12 é aquele tom de roxo nada básico que demanda uma atitude gótica suave pra segurar o make… rs

IMG_5727a

Todos são muito confortáveis de usar, com a tal textura aveludada que falei lá em cima. Os mais escuros precisam de alguma atenção pra não manchar a pele ao redor dos lábios durante a aplicação. Saem muito fácil com demaquilante.

Uma coisa de tirar o chapéu pra Vult: a cobertura! A pigmentação é ótima, o que deixa as cores bem uniformes na boca. E eles possuem um cheirinho de baunilha bem agradável e suave.

Demoram um tempinho pra secar, e quando isso acontece ele “assenta” numa tonalidade diferente da do início da aplicação. Tenham isso em mente se forem experimentar pra comprar!

A Ana Carolina Santana comentou na fanpage que os batons líquidos encareceram em pelo menos cinco reais desde o lançamento. Não acompanhei os preços da linha, mas fica aquela velha dica de sempre pesquisar os preços online antes de optar por uma compra nas lojas físicas, pra se ter uma ideia de valores. Cinco reais pode ser pouco, mas se a gente quiser comprar cinco batons, por exemplo, já significa levar um deles “de graça”. 😉



Comente


Página 5 de 687«123456789»