28/05
2010
News do Fashion Rio: Make Nica Kessler
Categoria(s) Evento, MakeUp
Ana Farias

Tava aqui checando meus emails, e encontrei um com dicas fresquinhas do Fashion Rio, enviadas pelo GNT.

O que vamos usar de make no verão 2010? Na versão da estilista Nica Kessler, pretty much o que a gente usou no verão passado:

Nas unhas continua tudo azul, só que cada vez mais pálido (a-m-o). Esse esmalte, chamado Acqua, foi criado especialmente para o desfile, um pastel azulzinho esverdeado. Super vou tentar uma misturinha (Marina diluído no branco cremoso + um toque de Sereia?).

No make, verde e laranja fluo. Mas ainda tô pra ver isso ficar bonito fora da passarela, hein. Pra mim, lindo e usável no dia a dia só como delineador! Concordam ou discordam? ;)

Ana

Vejam o desfile AQUI e detalhes da maquiagem AQUI.



Comente
26/05
2010
Crônica de uma Blogueira
Categoria(s) Dicas, Na Rede
Ana Farias

A Vivi comentou aqui faz pouquíssimo tempo que no começo éramos três. Ou melhor, quatro. Eu e ela escrevendo, a Marion lendo (editado pela vivi: cinco, a Tina Lopes também lia). E depois, a Renatinha nos ajudando de vez em quando (saudade da caçulinha!). Aí aos poucos foram chegando outras, todas blogueiras também. Gente que tava começando junto com a gente, ou que já tinha começado há algum pouco tempo a escrever sobre cosméticos, moda, a fazer tutoriais de maquiagem. Depois, só depois, vieram chegando as leitoras exclusivamente. As que nunca tiveram blog, mas que, de uma forma ou de outra, encontraram esse mundo dando sopa. :)

E aí algumas delas se animaram, e veio uma nova safra de mulheres escrevendo blogs pra mulheres, e depois outra safra, e outra leva, e hoje a impressão que eu tenho é que quase todo mundo tem blog. O que, na minha opinião, não precisa ser definido como algo “bom” ou “ruim”. Apenas “é”, afinal todas têm o direito de estabelecer a própria conexão com outras 5 ou 5 mil pessoas. E cada blog é um canal, e existem mil formas de se dizer a mesma coisa, e cada blogueira tem um perfil diferente.

Cada blogueira é uma pessoa diferente. Não é o caso de 99% do público do TT, mas tem quem esqueça que atrás do computador tem gente, e que o que se expõe em blog é apenas uma parte da nossa vida. Isso fica muito claro quando o número de visualizações começa a crescer. A cobrança se torna maior também, em vários níveis. Tanto em relação ao conteúdo da página quanto à expectativas sobre a vida pessoal de quem canaliza as informações. No primeiro caso, geralmente elogios ou críticas construtivas. No segundo, comentários anônimos sobre o tamanho do seu nariz ou da sua cintura – pessoas que gostam de praticar o bullying virtual, só porque elas podem. Aquela velha piada do cachorro que se lambe, conhecem?

No começo isso é meio um baque, não vou mentir pra vocês. É meio duro ver gente que você não conhece dizendo coisas com a única intenção de machucar, de formas que você nem sempre pode se defender (e esse é um dos motivos pra gente não aceitar críticas a outras blogueiras nos comentários). Mas com o tempo a gente liga aquele conhecido botãozinho (aquele do palavrão), e aprende a deletar os comentários maldosos, se não do blog, pelo menos da nossa cabeça. E essas pessoas passam a não fazer mais parte do nosso dia-a-dia, ainda que apareçam de vez em quando pra dizer impropérios e mandar beijos.

É que a gente se dá conta que o que importa de verdade é quem traz algo de positivo pra nossa vida on & offline, e só. Leitoras e blogueiras queridas, interessadas em informação, em amizade, e em cultivar uma boa convivência, mesmo que os pontos de vista e as contas bancárias sejam bem diferentes. E se é assim que se formam as tais “panelinhas” de internet, fico orgulhosa de dizer pra vocês que na minha panela só dá gente muito boa. Gente como a Paula Pfeifer.

A Paulinha é de uma honestidade à toda prova. E dá sempre muita força pra quem chega perto dela com clareza, sem segundas intenções. Às vezes é sincera até demais, e traz problemas (né, Paulinha? rs). Mas é doce, tão doce que esse é o nome do blog dela. E pra muita gente que acompanha o Sweetest Person deve ter sido uma surpresa descobrir que ela tem deficiência auditiva. Afinal, não existe alusão a nada disso em meio a fotos de eventos bapho e informações bacanas sobre moda. Porque em momento nenhum ela deixou que isso virasse definição em sua vida.

Por isso tudo acompanhei torcendo muito o desenvolvimento do projeto darling da Paula, o blog Crônicas da Surdez, lugar pra falar das histórias de quem é deficiente auditivo, sempre com muita delicadeza e bom humor. É uma realização em vários sentidos, tantos que quem tá de fora só pode imaginar! Fico muito feliz pelo filhote da minha amiga internética, e esse post é uma homenagem a ela, uma das primeiras blogueiras de belê no Brasil, e uma das primeiras amigas que fiz depois do TT.

O post é também um convite pra todas vocês: façam uma visita ao blog, indiquem pra amigos. Porque um blog pode ser muito mais do que um blog, dependendo do estado de espírito de quem o lê. Às vezes aquele texto é tudo o que a gente precisa pra levantar a cabeça, ou descobrir que não estamos sozinhas, pra melhorar a auto-estima, pra dar uma risada gostosa, ou simplesmente pra tomar coragem de passar um batom vermelho. Por isso, tenho certeza de que o Crônicas da Surdez trará muita gente nova (e boa) pra vida da Paulinha. Só depende da nossa rede de informantes, que são vocês leitoras, blogueiras ou não. ;)

Vamos divulgar?

Ana



Comente
26/05
2010
Fakes no eBay – Parte 2
Categoria(s) Colaboração, Compras Online (Manual)
Ana Farias

Alguns produtos no eBay tem a falsificação já manjada, então fica mais fácil identificar.

Sombras e pigmentos da MAC:


Fotos retiradas de vários relatos do Reviews & Guides do eBay.

Vamos começar pelas falsificações grosseiras. Quem acompanha blogs de beleza sabe que a MAC não fabrica, nem jamais fabricou isso aí. Não se deixe enganar pelo logo da MAC nas caixas e na tampa dos produtos, é tudo fake, e dos fáceis de se identificar!

Sobre as sombras unitárias da MAC, a Marina, nossa rainha das makes, já fez um post mostrando como diferenciar fakes e originais. Veja AQUI.

Sobre os pigs, vejam esse vídeo, em inglês:

Red Flags para MAC:

• O código de barras está impresso direto na caixa? É fake. O original tem uma etiqueta com o código de barras colado.

• A lista dos ingredientes está centralizada na lateral do produto? Nos fakes a lista de ingredientes é mais espaçada. Colocando uma ao lado da outra é nítida a diferença do espaçamento. Já vi também fake sem indicação dos ingredientes na lateral. É questão de bom senso mesmo, a MAC nunca iria dar uma bobeira dessas com um troço tão importante como os ingredientes. Informação prévia é resguardo e a empresa sabe disso.

• Veio com aplicador? É fake, a MAC é pra profissionais e profissionais usam pincéis, não rola aplicadorzinho vagabond de esponja, né gente?

• Tem uma etiqueta redonda com o nome da cor colada na parte superior da caixa e na base da sombra? As originais têm, as fakes quase nunca.

• A cor tem um nome ou um número? As cores da MAC têm nomes, nunca números (exemplo: violet75; blue29 são fakes!).

• No potinho dos pigmentos a tampa protetora de plástico transparente tem um furinho no meio? (esse furinho lembra os filmes de máquinas fotográficas antigas). Se tiver, é fake. No original, a tampa transparente é quase plana protegendo os pigmentos.

• Na parte interna da tampa preta tem uma almofadinha? Se tiver, é fake. Os pigmentos da MAC não têm nada na parte interna da tampa preta.

• No pigmento repare se a cor é intensa e se os pigmentos têm grânulos. No original os pigmentos são tão concentrados que formam grânulos. Já as fakes são apenas pó, não muito concentrado e a cor não é tão intensa.

Quando pensei que tinha o mundo em minhas mãos com essas dicas, percebi que os meliantes estão se aperfeiçoando na falsificação dos pigmentos, então achei importante incluir este outro vídeo mostrando as “novas” fakes da MAC:

Gente, eu sei que o vídeo é meio longo, mas assistam com atenção, pois essa nova leva de fakes é praticamente idêntica, como as etiquetas e a correção dos nomes.

Confesso que cairia fácil nessa 2ª falsificação. E pior! Se eu não tivesse visto o último vídeo, ia até o fim da vida acreditando que esse pigmento era autêntico. Fiquei boba…

Então continuam valendo as dicas aí de cima, mas sempre confiram no Fórum e nos Guides do eBay as inovações das fakes, pois isso é que nem corrida de polícia e bandido: quanto mais a gente descobre as diferenças, mais eles vão tentar aproximar do verdadeiro. No youtube também tem muita informação fresquinha.

Gloss da MAC:

Eu já vou pedindo desculpas pela qualidade das fotos, mas foram tiradas do Forum do eBay e não houve santo que fizesse melhores. Mas deixando isso de lado, acho que dá pra ver na foto abaixo que as letras do gloss original da MAC são pretas e com contornos bem definidos, enquanto as letras do falsificado são brancas e ligeiramente mal acabadas.

Chanel:

Os falsificadores não livraram a cara de nenhuma marca conceituada. Nem a Chanel escapou. Criaram uma paleta de 9 cores (até bonitas, mas ordinárias). A caixa é convincente e o estojinho com o logo idem, mas a Chanel jamais teve uma paleta assim, então já fica um pouco mais fácil matar essa, não acham? Essas fotos eu retirei de um vídeo do youtube.

É isso aí, meninas, muita atenção nos detalhes. Tendo dúvidas, é só conferir o original no site da Sephora, que fica bem mais fácil perceber as diferenças.

Na próxima semana vamos ver os famosos pincéis da MAC e suas imitações fajutas.

Beijos e até!

Renata Kelly (colaboradora)



Comente
26/05
2010
O Soutien
Categoria(s) Moda
Ana Farias

Gente, tomei uma bronca agora da Letícia nos comentários que tratei de vir publicar logo qual é o tal do soutien! rs

Ele é tão simples que o nome dele é Básico! Pelo que vi no catálogo tem muuuitas variações, mas só no fecho e no lacinho, a modelagem maravilhosa é a mesma, nas mais variadas cores e estampas.

Porque ele é tão tudo de bom? Simplesmente porque justifica o slogan da Scala “experimente usar nada”. Você veste e começa a pensar na hora como conseguiu usar outro senão esse, a vida toda!

O que eu imagino que faça com que ele seja tão especial são alguns detalhes: lateral larguinha e bojo que não corta o seio no meio. A maior parte dos soutiens que tenho faz um ‘pneuzinho’ no meio do seio, nada charmoso, muito menos confortável.

E o tecido também é uma delícia ao toque.

Tenho raiva – forte, mas essa é a palavra – quando compro uma peça do meu número (42) e ela não me serve. Não sei de onde alguns fabricantes tiram seus moldes, mas alguns arames das taças são impraticáveis! Fazem umas curvas absurdas, não acolhem o seio no bojo, pelo contrário, parece que querem joga-lo pra fora, pelos lados.

Olha, esse eu ganhei mesmo, mas certamente eles conquistaram uma cliente. É um investimento que vale super a pena, se paga (R$40). O tipo de lingerie que você pode usar tranquila, o dia todo, sem se sentir estrangulada.

Vivi

O bojo não é aquele que aumenta ou levanta os seios, tá. Ele apenas modela. Deixa qualquer camisetinha mais bonita.
Ai, tô apaixonada!



Comente
25/05
2010
Seguindo as Meias!
Categoria(s) Compras, Moda
Ana Farias

Dando sequência a minha peregrinação pelas meias do sábado, eu disse que fui na Lupo, certo?

Então, fiquei um tatinho decepcionada dessa vez. Eu sempre compro meias nessa loja e sou super bem atendida. Não sei se é pelo fato do inverno ter chegado mais cedo aqui na região e as mercadorias estão se vendendo sozinhas, mas não tive assim, um tratamento muito atencioso, não.

Como já conheço a loja, não tive problemas em procurar e encontrar o que queria; porque sendo um ponto exclusivo da marca, a organização por categoria funciona e isso facilita muito.

A falta de atenção por parte da vendedora eu posso ilustrar assim: eu queria uma meia arrastão que não fosse preta. Fiz uma pergunta direta “tem meia arrastão em cores?”. Ela disse que não.

Fato: comprei uma meia arrastão “cor terra”, na mesma loja. Nhé.

Pontos positivos: a Lupo Magazine, edição Outono Inverno 2010 já está disponível e é gratuita.

A qualidade das meias é um espetáculo, tenho algumas que já vão completar 3 invernos e estão novinhas, principalmente as diferenciadas como mescladas e as coloridas.

As novidades desse ano ficam nas padronagens: tem pied-de-poule; Tweed Fio 70 Escama de Peixe (comprei 1! R$22); canelada mescla (amo) e a legging com brilho de lycra, preta (R$48). Tem até de oncinha, pra quem quer soltar as feras no frio!

Isso sem falar nas Florais Rendadas, que são febre, uma mais linda que a outra. Infelizmente não tinha a arrastão mais fechadinha, que também adoro.

Dali segui para a Scala.

Agora, saciada de meias, meus objetivos eram as blusas imbatíveis da marca. Amo, amo e amo. Valem cada centado. E olha que me surpreendi, achei os preços mais camaradas que no ano passado. Comprei blusas básicas e trabalhadas a partir de R$40.

Não sei se vocês já usaram esse tipo de peça da Scala (não confundam com as segunda pele da TriFil, por exemplo. São diferentes), mas depois que compra a primeira, se apaixona. Rendadas, lisas, caneladas, manga longa, manga curta, decote V, canoa, gola alta…

A qualidade é excelente, as cores são sempre modernas e firmes. E os modelos tem caimento perfeito. A coleção nova tem uma saia, ah *suspiro*, eu duvido que aquela saia seja capaz de ficar estranha em alguém. É o corte perfeito na trama perfeita, com o peso perfeito. Infelizmente ela custa R$170, o que trincou um pouco a perfeição, pelo menos no meu momentum. Dá pra ver quase tudo acessando a loja virtual, pelo site.

Como eu disse ontem, foi lá que ganhei de brinde o sutiã mais confortável que já usei. Não sei se a promo era só na loja do Shopping Parque D. Pedro (Campinas), mas todas as compras acima de R$200 levavam o brinde, que vale R$40. Ainda bem que ainda tinha meu número (42) porque as peças já estavam esgotando.

E então encerrei a farra de compras, porque meu guarda roupa de inverno 2010 já foi devidamente atualizado.

Mas sempre cabe mais um meia de lurex (sábado eu resisti!), néam…

Vivi



15 comentários


Página 412 de 670«408409410411412413414415416»